O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Saga ProDeR (continuação)

O leitor Filipe Pedro expõe a descrição de mais um dia da sua saga ProDeR:

"hoje lá liguei novamente para o proder, desta vez já dizem que afinal esta no gpp para reanalise mas deve demorar algumas semanas, quanto á informação do drap dizem que foi feito há poucos dias... na terça feira diziam que estava no drap... e no drap diziam que estava no proder, tentei que a secretária me confirma-se com alguém do gpp mas "tal não é possível!?", mais uma vez a resposta que já a devem ter gravado,é "espere mais uns dias" traduzindo "ou meses ou anos, espere sentado que nós também estamos", e pronto fazer o quê isto não anda nem desanda, vou escrever para onde sugeriu mas acho que não vale de nada, entretanto mandaram-me dar inicio de actividade, mas se até ao próximo mês quando tiver que pagar para a seg. social isto não estiver resolvido, é pagar e dar baixa, não estou para pagar para não ter actividade... cumprimentos a todos num dia que ponho em duvida a continuidade do meu projecto e dar como perdido o tempo, dinheiro e empenho que gastei, mas fica incomportável para mim como desempregado pagar para ter actividade e não a te-la..."

Comentários:
1 - Afinal pode-se concluir que houve atraso na DRAP quanto ao envio da informação para o ProDer. Parece-me que estavam a tentar ganhar tempo...
2 - Tente telefonar ao chefe de gabinete do secretário de estado da agricultura (21 323 46 00) porque têm a tutela política do ProDeR (peça o nome da pessoa com quem falou e o contato e-mail do gabinete). Faça um e-mail a expor o seu caso.
3 - Volte a ligar ao ProDeR, insista, transmita que está "desesperado" e precisa que lhe indiquem um prazo concreto para conclusão/despacho do projeto.
4 - Exponha o seu caso por e-mail para o ProDer e para o diretor regional de agricultura e pescas da sua região (telefone primeiro para a sede, peça para falar com o diretor, exponha o seu caso a quem o atender e peça o endereço do e-mail).
5 - Continue a expor o desenvolvimento do seu processo neste blogue e pode ser que tenha a sorte que algum político leia este blogue e que resolva mostrar serviço pondo-se em campo para acabar com este processo kafkiano.
6 - Os políticos ainda não perceberam que os atrasos na tramitação causam desgaste e desmotivação nos proponentes, bem como custos com a segurança social e finanças.
7 - Peço-lhe que não desista porque está a entrar no mundo dos negócios, das empresas, dos problemas para o empresário resolver hora a hora, em que todos os dias testamos a nossa resistência psicológica. Só quem resiste tem sucesso! Juntos iremos levar o barco a bom porto. Conte com a minha solidariedade!

Sem comentários: