O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Utentes Exigentes

O leitor António Alves escreveu, neste blogue, o seguinte:
"Bom dia, após mais uma tentativa de informações de "PEDIDOS DE PAGAMENTO 1ª INSTALAÇÃO" contatei o ProDer e mais uma vez datas de pagamento não existe NADA EM CONCRETO.(talvez final do mês ou em Março!!!)
Sugeriram que contatasse dentro de uma semana. Não satisfeito ligo para 213234600(Gab. da Ministra de Agricultura) disseram que talvez tenha sido engano e que ligasse para o PRODER ou para o Secretário de Estado da Agricultura, uma vez que o PRODER está na depedencia do Secretário de Estado...
Enfim ninguém sabe ou quer saber de timmings...
Vou ter de esperar mais uma eternidade para pagar os meus equipamentos...
António Alves"

Comentários:
1 - Para saber quando lhe será pago o seu pedido de pagamento deve contatar o IFAP e não o ProDeR.
2 - Na minha  opinião deve fazer, de acordo com a informação que lhe indicaram no gabinete da ministra da agricultura: ligar para o gabinete do secretário de estado da agricultura (mesmo n.º telefone do gabinete da ministra da agricultura), informando que está a ligar por indicação do gabinete da ministra, bem como ligar para o IFAP, para o departamento de pedidos de pagamento das ajudas aos jovens agricultores (previna-se com muita paciência porque há dias que é praticamente impossivel conseguir contato telefónico com o IFAP), dizendo que está a ligar  por indicação do gabinete da ministra, que tem grande necessidade de saber a data do pagamento porque está numa situação de emergência para pagar aos seus fornecedores de equipamento.
3 - Apesar de ser uma grande verdade o que escreve " Enfim ninguém sabe ou quer saber de timmings...", a minha experiência confirma que conseguem resultados os jovens agricultores que não desistem, telefonam todos os dias "assumindo "cara de pau", tendo sempre o mesmo discurso até conseguirem transmitir a necessidade que o pagamento IFAP seja realizado para que possam satisfazer os compromissos com os seus fornecedores.
4 -  Há um princípio lapidar que nunca devem esquecer: "não há nenhum político que nos defenda, tem de ser cada um de nós a assumir a sua defesa própria. Cada utente do ministério da agricultura tem que ser capaz de exigir a boa tramitação do seu processo, dentro dos prazos legais, para que este ministério passe a funcionar melhor!"  

Sem comentários: