O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


terça-feira, 27 de março de 2012

Algumas Luzes sobre Empreendedorismo Agrícola

Nuno Carvalho escreveu neste o blogue o seguinte texto:

"Boa tarde Eng. José Martino.

Chamo-me Nuno Carvalho e de momento frequento o ensino superior. Queria candidatar-me ao programa ProDeR, contudo não sei se é possível, pois pretendia continuar a estudar.
A minha candidatura seria para um projecto de Apicultura, mas tenho muitas dúvidas em relação ao programa ProDeR, pois neste momento o meu maior problema é o capital para investir, pois não sei como o Programa financia os jovens agricultores..

Será que me podia dar umas luzes a cerca deste assunto?

Nuno Carvalho"

Comentários:
1 - Pode candidatar-se quer como empresário individual (quando tiver o projeto aprovado terá de dar inicio de atividade nas finanças e descontar para a segurança social), quer como empresa unipessoal ou sociedade por quotas onde detenha 51% e seja gerente.
2 - Apesar de poder continuar a estudar e ter atividade apícola, há periodos do ano em que não terá  tempo para as duas atividades.
3 - Se aceitar um conselho da minha experiência pessoal, 50 anos de idade, 30 anos de "experiências" (invenções, muitos negócios e atividades que não deram certo, sociedades, empresas, etc. etc.) 25 anos de engenheiro agrónomo, 17 anos de empresário, 8 anos de trabalhador por conta d'outrém,  posso afirmar que quando estudei agronomia empreguei muito tempo a trabalhar e hoje estou arrependido porque não estudei como devia, nem trabalhei com a concentração necessária. Quando somos muito jovens queremos "queimar etapas", mas são poucos que o conseguem realmente fazer. Defendo que quando estudamos devemos fazê-lo para sermos os melhores, adquirindo competências técnicas, científicas, escrevendo bem, falando melhor, sobretudo em público, fazendo contas com destreza conhecendo outros países, outras culturas e mentalidades. Quando trabalhamos devemos ser muito profissionais nas horas de trabalho, perceber a realidade da nossa profissão, as melhores estratégias para percorrermos a senda do sucesso, da empregabilidade, do empreendedorismo. Tenho por experiência própria que é praticamente impossivel lançar negócios e empresas sem dinheiro. Nunca consegui ter lucro antes do terceiro ano de atividade de cada empresa que possuo. Registo com agrado que há outros empresários que felizmente o conseguem fazer o que eu não consigo.
4 - O ProDeR financia 100% de investimento até 75 000 euros, para zona/região desfavorecida (pesquise na internet de definição e verifique qual a classificação da freguesia e concelho onde pretende investir). Paga-lhe 30 000 euros dos 75 000 euros antes de fazer o investimento. Tem que possuir fundo de maneio para o IVA e para os custos de exploração até obter produções e algum investimento. Na minha opinião deve possuir 25 000 euros para investir, capital próprio ou crédito.
5 - Tem experiência de apicultura? Se não a possuir não o aconselho a investir nesta atividade porque o risco é muito elevado devido às doenças. Para ganhar experiência inscreva-se num estágio na apicultura da Espaço Visual ou de outra empresa ou pratique durante um ano com um apicultor já experiente.
6 - Apesar das minhas luzes sugiro-lhe que analise os seus pontos fortes e pontos fracos e tome uma decisão pessoal porque apesar do ponto de vista médio as minhas ideias serem  realistas já tive alguns poucos casos em que não seguiram os meus conselhos e tiveram sucesso.
7 - Boa  decisão!

Sem comentários: