O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


sábado, 28 de abril de 2012

Mirtilos (5)

A leitora Silvia Fernandes colcou o seguinte comentário:

"Boa tarde exmo sr eng.ª José Martino,

Estou interessada em realizar uma plantação de mirtilos, pelo que pesquisei na internet e me apareceu o seu contacto num dos links...

será que me pode informar/esclarecer em algumas dúvidas? São as seguintes:

- Qual a área mínima necessária para a plantação dos mesmos?
- o projecto é imediatamente financiado pela ProDer, ou levará algum tempo até que a mesma entidade me reembolse?
- os 40.000€ que estão referenciados na internet, correspondem a que "percentagem", tendo em conta a despesa inicial que terei?
- se necessitar de explorar uma água, abrir um poço, etc, a Proder financia mesmo 50%?
- qual o nº de pés, em média, plantados por hectar?
- a nível de comercialização, a rentabilidade é boa? É fácil conseguir vender o produto?
- Sou enfermeira, o facto de ter estas habilitações impedem-me de avançar neste projecto?
- se eu pretender criar dois postos de trabalho tenho que vantagens?
- nos ditos postos de trabalho posso colocar familiares a trabalhar no cultivo dos mirtilos?

Atenciosamente a aguardando uma resposta da vossa parte,"

Respostas:
1 - A superfície miníma para rentabilizar um projeto de mirtilos é cerca de 1 ha.
2 - O projeto demora entre 3 a 6 meses para ser aprovado e contratado. Posteriormente, poderá fazer o pedido de pagamento do prémio de 1.ª instalação do jovem agricultor, demora entre 1 a 2 meses ao dinheiro ser creditado na conta bancária do jovem agricultor.
3 - O prémio de 1.ª instalação pode ser no máximo 30 000 euros para proponente individual ou 40 000 euros para dois jovens agricultores que se instalem através de uma empresa. O prémio corresponde a 40% do investimento elegivel mais investimento na aquisição de animais reprodutores, compra de terra, quotas em cooperativas, tendo como máximo os valores indicados atrás.
4 - O ProDeR financia em 50 ou 60% os investimentos nas plantações, melhoramentos fundiários (terraplanagens, poços, furos, charcas, etc.), construções, máquinas e equipamentos, conforme as parcelas se situem em regiões favorecidas ou desfavorecidas (pode ver na Portaria n.º 377/88, de 11 de junho)
5 - Recomendo a plantação de mirtilos no compasso de 0,75 m de distância na linha por 2,5 m a 3 m na entre-linha, conforme o trator seja mais ou menos estreito. Estas medidas correspondem a 4444 a 5333 mirtilos por hectare.
6 - Sobre a rentabilidade já escrevi neste blogue. Recomendo que faça uma pesquisa. É facil vender os mirtilos se tiverem qualidade após a colheita:variedade com interesse comercial, uniformidade de estado de maturação e coloração em cada cuvete, tabuleiro e palete. Para  atingir este objetivo terá que assumir um enorme desafio: fazer uma gestão muito rigorosa da equipa de colheita.
7 - Não é necessário ter formação especifica para a atividade agrícola, basta ter disponibilidade para nos dois anos seguintes à assinatura do contrato poder frequentar quatro módulos de formação profissional que lhe ocuparão 212 horas (neste momento estão dois cursos de jovens agricultores nas instalações da Espaço Visual em Gondomar). Recomendo que frequente, caso lhe seja possivel, o estágio em pequenos frutos que a Espaço Visual organiza a partir 6 maio de 2012 (daniel.portelo@espaco-visual.pt)
8 - O número de postos de trabalho não tem qualquer influência nos critérios de aprovação do projeto.
9 - Se recorrer a mão de obra familiar terá uma vantagem competitiva porque este recurso que tem muito peso na estrutura de custos da cultura dos mirtilos e por isso, terá um custo mais baixo que os seus potenciais colegas que tenham de contratar os colhedores.

Sem comentários: