O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


quinta-feira, 19 de abril de 2012

Mirtilos

O leitor Tony Andrade colocou neste blogue a seguinte questão:

"Boa tarde Sr. José Martino. Possuo cerca de 3.000 m2 de terra, sendo distribuida em 1.500m2 cada. Em base na sua experiência, acha que terei algum sucesso na produção de Mirtilo???? Desde já agradeço a sua atenção. Cumprimentos"

Comentários:
1 - Em Sever do Vouga a cultura do mirtilo é rentável em pequenas parcelas com superfícies de 1500 m2 e inferiores.

2 - No contexto atual conseguirá ter sucesso com qualquer produtividade que consiga obter. No futuro próximo creio que para ser competitivo terá de ultrapassar a produtividade, com excelente qualidade das produções (uniformidade de estado de maturação e coloração dentro de cada cuvete, tabuleiro e palete), das 20 t /ha. Para conseguir este objetivo defendo que plante os mirtilos de forma intensiva a 75 cm de distância entre as plantas na linha de plantação. Se pretender viver da atividade terá que começar com 1 a 2 hectares e dentro de 4 a 5 anos explorar 4 a 5 hectares.

3 - O sucesso está, na minha opinião, muito dependente da sua competência como empresário, sobretudo no desafio da gestão das equipas de colheita (18 a 20 pessoas por hectare de cada variedade) porque necessita colocar em cada cuvete de 125g ou 150 g o mesmo padrão de frutos quanto a estado de maturação e coloração, sem defeitos, etc., mas sem esquecer da manutenção dos pomares ao longo do ano: a poda, fertilização, controlo de infestantes, etc.   

Sem comentários: