O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


sexta-feira, 1 de junho de 2012

Os meus pais têm um terreno, estou a pensar aproveitá-lo. O que faço?

Marina Amaral escreveu neste blog:

"Boa Tarde Sr. Eng.

Achei o seu blog muito interessante e extremamente útil.
Como as coisas estão muito mal no nosso país no que toca a emprego, sem perspectivas de que melhorem no futuro próximo e como os meus pais têm um terreno, estou a pensar aproveitá-los. Mas as dúvidas e receios são muitos.
Primeiro estou mais direccionada para a área da floricultura (produção de cymbidiuns como flor de corte e em vaso), mas não sei se é rentável, ou quais as áreas da agricultura mais necessárias e rentáveis.
Quanto à floricultura há muitas opções de cultivo flores de corte, folhagens, plantas ornamentais ou mesmo venda de bolbos, na sua opinião qual seria a mais viável.
Sei que tem uma empresa que apoia e monitoriza todo o processo, como se processa o vosso acompanhamento? Peço ainda, se seria possível dar-me alguns exemplos de sucesso do vosso trabalho.
Apesar de ter formação superior, de nada me vale nesta área e não possuo formação e/ou experiência na agricultura, aquilo que sei foi fruto de ajudar os meus pais na produção de hortícolas mas, apenas para consumo próprio.
Já agora e se possível gostaria que me pudesse explicar de forma geral como funciona o Proder, enviei um e-mail para a Drap centro a pedir mais informações, mas não responderam.
Não querendo alongar-me, mas os incentivos para instalação de jovens agricultores exigem que tenhamos capital próprio? E o facto da zona de instalação da exploração ser no interior (Beira interior)pode ser considerado um entrave?

Obrigado pela atenção, peço desculpa se fui muito extensa, mas acredite, as dúvidas são muitas!!"


Comentários:
1 - Deve dedicar-se á agricultura se for essa a sua vocação  o seu sonho de vida. Acho que a crise que estamos a viver ajuda-nos a assumir desafios e a "pedalar para o sucesso".


2 - Gosto das pessoas que têm dúvidas e receios sobre a agricultura porque caminharão na busca de conhecimento e experiência, mas mais importante, terão muita, muita cautela na gestão dos seus investimentos.


3 - Potencialmente há algumas atividades e fileiras com rentabilidade muito interessante. Na realidade o sucesso e ganhar dinheiro na agricultura, tal como nos outros tipos de negócios, estão muito dependentes do perfil do empresário: capacidade para correr riscos, ponderação, bom senso, rigor, organização,curiosidade, etc. Em fileiras ditas menos rentáveis encontro empresários com excelentes resultados, são verdadeiras surpresas.


4 - Creio que a produção de plantas ornamentais é a atividade mais interessante dentro da floricultura. Pesquise neste blog que encontrará a estratégia que defendo e pratico para se instalar na agricultura.


5 - O sucesso do nosso trabalho mede-se pelos resultados de um conjunto de empresários que se dedicam à agricultura e agroindustria, que passaram a ganhar mais dinheiro quando usufruiram dos nossos serviços (ver sitio na internet www.espaco-visual-pt). O nosso ponto forte é ajudarmos os nossos clientes a montarem estratégias para ultrapassarem os seus pontos fracos, transformando as ameaças em oportunidades.


6 - Coloque no google e faça pesquisa pelas seguintes palavras chave. "José Martino kiwis", "José Martino, Espaço Visual", "José Martino, compostagem", "José Martino, castanheiro, refcast", "Olival Biológico na Beira Interiror", "José Martino, banco de terras", ficará com uma ideia do sucesso das nossas equipas e das "batalhas que estamos a travar em prol do sucesso dos agricultores, sobretudo dos jovens".


7 - Tenho um amigo que defende que possuir uma licenciatura é ter uma "licença para aprender", fazendo-se com maior eficiência e efícácia. Não desanime, acha que uma formação superior em agronomia a ajudaria a ser boa empresária nesta área? Repare que se fosse verdade os engenheiros agrónomos seriam os melhores agricultores e os formados em gestão seriam os maiores e melhores empresários. Conheço empresários agricolas fabulosos que percebem pouco de agricultura, mas possuem as bem vincadas as qualidades que indiquei no ponto 3.


8 - Pesquise neste blog "proder"," jovens agricultores" para encontrar muita informação sobre a forma como o ProDeR funciona.


9 - Investir na região da Beira Interior é na minha opinião, uma oportunidade porque tem menor concorrência face a quem produz na zona litoral. A região tem alguns handicaps naturais que merecem ser estudados com rigor, não me parecem impeditivos do investimento na agricultura.


10 - È necessario possuir algum fundo de maneio para suportar custos com IVA  do investimento e os custos de exploração até equilibrar a conta de tesouraria. Pode recorrer a capitais de familiares, bancos, trabalho próprio ou dos membros do agregado familiar. Faça um bom projeto, um bom plano de negócios (pesquise neste blog "plano de negócios") porque neste caso, com maior ou menor esforço, conseguirá o financiamento que necessita (bancos, parceiros, investidores, capital de risco, etc.)  

Sem comentários: