sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Nos pequenos frutos está meio mundo a plantar mirtilos?

Elizabete Gonçalves disse:

"Boa tarde Eng. José Martino

Antes de mais deixe-me felicitá-lo pelo seu blog que nos tem ajudado a perceber um pouco mais do mundo da agricultura.

O meu marido possui um terreno em V.N.Famalicão com +-2500m2 o qual pretendíamos explorar eventualmente com plantação de pequenos frutos nomeadamente morango ou framboesa visto ser possível a sua produção no próprio ano. Inicialmente pensamos também na produção de mirtilos, mas pelo que lemos no seu blog dá a sensação que meio mundo está a optar por este tipo de produção.
Se me permite o abuso, gostaria de solicitar a sua opinião nos seguintes pontos:
1. Este tipo de produção seria viável para o terreno em questão?
2. Qual o custo deste tipo de plantação?
3. A partir de que quantos m2 este tipo de produção se torna rentável?
4. Existem cooperativas para a escoamento do produtos? (pois pensamos q se calhar a esta escala não nos será permitida a exportação direta)?
5. Que outro produto podería ser rentavel para a localização e áreas em questão? (ex. Kiwis arguta)
6. Seria de considerar o arrendamento de mais terrenos?

Estariamos também a considerar uma candidatura ao PRODER dado o meu marido possuir 36 anos e se encontrar actualmente desempregado.

Desde já agradeço a sua disponibilidade. Atentamente"


Comentários:
1 - É gratificante  e dá-me satisfação saber que este blog ajuda as pessoas a perceberem melhor o mundo da agricultura. Sinto que o esforço que faço e o tempo que emprego nest e processo estão a ser muito bem empregues porque o seu número de leitores está a aumentar, bem como o número de comentários.


2 - Parece-me muito interessante a produção de morangos, framboesas ou groselhas, mas também dos mirtilos (são muito rústicos, resistentes a pragas e doenças e capacidade de progressão muito grande porque se pode fazer subir a sua rentabilidade pelo incremento da sua produtividade, produção por hectare). Deve fazê-lo acautelando previamente ao investimento a quem irá vender os seus produtos.


3 - Só visitando o seu terreno ou através da análise mecânica do solo (laboratórios: EOR, A2Quimica, DRAPN, Agroideia, etc.) se podem tirar conclusões se possui solo adequado para a cultura dos pequenos frutos.


4 - Para o seu marido obter as ajudas previstas na ação 113 do ProDeR para se instalar como jovem agricultor deve ter uma exploração com a superfície minima de 1 ha (10 000 m2), para tal deve juntar mais parcelas, através de contratos de arrendamento, mesmo que não sejam confinantes com os 2 500 m2 que já possui e dedicar-se a uma ou várias das atividades indicadas. .


5 -O custo de investimento de um hectare de peqeunos frutos ronda os 75 000 euros de investimento. Terá apoio do ProDeR através de subsídio no valor de 90% do custo de investimento (30 000 euros após a assinatura do contrato e 50%  à medida que for fazendo o investimento, pagando as faturas e apresentando os respetivos pedidos de pagamento das ajudas.


6 - Sugiro que para a comercialização consulte, as Delicias do Tojal em Vila Verde, Berrybrothers em Guimarães e Frutivinhos em V. N. Famalicão. Parece-me que também deve testar o valor do mercado local, procurando grossistas nos mercados de Famalicão, Braga e Porto e postos de venda nos mercados municipais da cidade e das limitrofes.


7 - Acho que se estão a implantar muitos jovens agricultores com plantações em pequenos frutos, que há um forte potencial de exportação se as produções tiverem muita quantidade e alta qualidade, é necessário cuidar muito bem das plantas nos primeiros anos e verifico que nem todos os jovens agricultores cuidam bem, como seria desejavel das suas explorações.


8 - Deve controlar se têm perfil para serem empresários agrícolas, visitar explorações já existentes e fazer os contatos comerciais indicados. Bom trabalho. Votos de sucesso empresarial na agricultura.

Sem comentários: