O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


quarta-feira, 24 de julho de 2013

VISITA DE ESTUDO KIWI ARGUTA NERGI


A Espaço Visual organiza uma visita de estudo aos Kiwis Arguta Nergi, nos dias 5, 6 e 7 de setembro, a França. Do evento consta a visita a várias plantações, acompanhamento da colheita e a sua logística.

O programa final e inscrições serão disponibilizados a partir do dia 15 de agosto.


Para mais informações contacte Benjamim Machado, 924433183, benjamim.machado@espaco-visual.pt

terça-feira, 16 de julho de 2013

Seminário "EXPERIÊNCIAS E CONTRIBUTOS PARA O SUCESSO NA AGRICULTURA E NO DESENVOLVIMENTO RURAL",

Há muitos jovens agricultores que sentem dificuldades para se instalarem e sobretudo, para obterem sucesso nos primeiros anos de atividade agrícola. Cientes deste estrangulamento a Espaço Visual e a Naturalfa organizam o evento descrito abaixo com o objetivo de dar ferramentas para o ultrapassar. Neste sentido, convidaram a coordenadora de uma Associação Líder para explicar como promovem o desenvolvimento rural na sua área de intervenção geográfica e por arrastamento, como é que os jovens agricultores podem tirar partido da ação destas associações. Por outro lado, irá intervir um jovem agricultor e técnico que tem muito sucesso na sua atividade, decorrente da forte organização pessoal intrínseca, da sua procura pessoal do conhecimento, bem como das experiências que faz no terreno. Os jovens sentem os custos financeiros dos seus erros e querem ultrapassá-los, sentem as limitações  de capital na fase de investimento e de exploração da atividade. Nesta perspetiva, a CCAM da Área Metropolitana do Porto virá apresentar as linhas de crédito especificas, ajustadas e estudadas para a agricultura, sobretudo para apoiar os jovens agricultores, independentemente da localização geográfica da respetiva exploração. E por último, iremos escutar a experiência comercial e a mais valia que obtiveram, um conjunto de agricultores, que constituíram uma empresa e posteriormente, transformaram-na em Organização de Produtores.
Pela minha parte irei comentar as intervenções e criar condições para um debate sério e interessante sobre os temas propostos.
Creio que estão reunidas as condições para o sucesso dos eventos da Agricultura ao Sábado, estou certo que no final cada um de nós se sentirá mais enriquecido e conhecedor do que deve fazer para transformar a sua agricultura num negócio muito rentável.         



No próximo dia 27 de julho (sábado), pelas 14:00h, no espaço da paróquia na Junta de Freguesia de Foz de Sousa, decorrerá o Seminário "Agricultura ao Sábado", sobre o tema "EXPERIÊNCIAS E CONTRIBUTOS PARA O SUCESSO NA AGRICULTURA E NO DESENVOLVIMENTO RURAL", organizado pela  Espaço Visual, Lda. e NATURALFA, com os apoios da ADRITEM e  da Caixa de Crédito Agrícola da Área Metropolitana do Porto.


PROGRAMA


14h00| Sessão de abertura


14h30| Desenvolvimento Rural da região do grande Porto
              Teresa Pouzada, Coordenadora da ADRITEM


15h30| Experiência de um kiwicultor e técnico agrícola
              João Oliveira, Jovem Agricultor e Consultor


16h30| Crédito à Agricultura
             José Cunha da Silva, Presidente CA, CCAM Área Metropolitana do Porto


17h00| Vantagens das Organizações de Produtores no sucesso da comercialização das hortícolas
              Inocêncio Amorim, Gerente PAM


Moderadora| Liliana Perestrelo, Gerente da Naturalfa

Comentador| José Martino, Gerente da Espaço Visual




A inscrição custa 10 euros. Os fundos revertem para o Centro Social Paroquial S. João da Foz do Sousa, IPSS que trabalha com idosos e crianças. As inscrições são efetuadas em www.espaco-visual.pt. As dúvidas podem ser esclarecidas com Benjamim Machado (benjamim.machado@espaco-visual.pt; 924 433 183).

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Pretendia submeter uma candidatura à medida 1.1.1 do PRODER será que ainda o posso fazer?

Armando Alves escreveu:

"Pretendia submeter uma candidatura à medida 1.1.1 do PRODER será que ainda o posso fazer?

No site do PRODER, num dos seus comunicados referem que não existem verbas!

Devo avançar ou esperar para 2014?

Obrigado.

Armando Alves"


Comentários:
1 - Na minha opinião deve-se candidatar ás ajudas da ação 1.1.1 do ProDeR (ajudas para investimentos superiores a 25 000 euros, de qualquer tipo de proponente) se tiver capacidade financeira e de gestão para no ano de 2014 executar todo o investimento  de uma única vez, durante um período temporal de 2 a 5 meses.

2 - Leia o post neste blogue, "Não há fome que não dê em fartura". Neste momento, o ProDeR está executado a 66% e terão que terminar os investimentos em 31 de dezembro de 2014 (100%). Não creio que nos atuais proponentes exista capacidade financeira que garantam o integral investimento das verbas contratualizadas. Para tal, o overbooking teria de ser pelo menos 130%, neste momento está em 110% (há muitos proponentes que só no fim do prazo dos 2 anos que o ProDeR concede para realizarem o investimento é que o irão informar dos valores de abaixamento do investimento face ao contratualizado, porque infelizmente, grande parte dos investimentos irão ser realizados no fim dos respetivos  prazos).

3 - O ProDeR informou a 19 de fevereiro de 2013 que a partir dessa data só iria analisar projetos para os quais tivesse orçamento. Creio que no último semestre de 2014 haverá orçamento para apoiar investimentos que possam ser realizados em tempo útil.

4 - Na minha opinião, o ProDeR deveria exigir aos proponentes a demonstração como possuem os capitais necessários, próprios e/ou alheios, para realizarem os investimentos dentro dos prazos temporais contratualizados, alguns meses durante o ano de 2014.

5 - Se precisar de informação mais pormenorizada marque uma consulta com a Eng. Sónia Moreira da Espaço Visual (917 075 852)

Mirtilos - um negócio rentável e de futuro

Luciano Amaral disse:

"Boa tarde Srº Eng. Jose Martino.

Desde ja felicito o valor e os comentarios positivos do seu blog.
Como ja deve estar habituado, venho tambem por este meio tentar obter algum esclarecimento sobre a implantação e do cultivo de mirtilos.

:Sou um jovem com 32 anos e tenho um terreno com cerca de 11.000 m2 na zona de viseu ( Canas de Senhorim), tendo tambem 2 poços de agua em grande quantidade.
1-Gostaria de saber com a ajuda da sua experiencia se seria sustentavel o cultivo de mirtilos nessa area.
2-O produto final tem de certo escoamento? "é facil vender"?
3-Existe algum apoio para o inicio desta atividade?

Cumprimentos e muito grato

lfamaral"

Comentários:
1 - Na minha opinião a cultura do mirtilo é um excelente negócio para a superfície que o Sr. possui, pois pode e deve ser desenvolvido em part time porque poderá cuidar dos 1,1 hectares de terrenos que possui com a cultura do mirtilo se aproveitar o tempo disponível fora do horário de trabalho, incluindo fins de semana e férias. Eventualmente terá que contratar alguma mão de obra para a poda de inverno. Claro que terá de contratar mão de obra sazonal para a colheita. Uma pessoa a tempo inteiro cuida de 4-5ha, exceto a colheita, pois esta necessita de 15 a 30 pessoas/hectare e variedade.

2 - Consulte a COAPE em Mangualde pois esta cooperativa, na minha opinião, está a fazer um trabalho meritório com o mirtilo que deve ser reconhecido publicamente.

3 - Pode obter apoio com o ProDeR para se instalar como jovem agricultor. Tem inúmeros posts neste blogue sobre este assunto. Consulte o post "não há fome que não dê em fartura".

4 - Se precisar de informação mais rigorosa para o seu caso marque uma consulta junto da Eng. Sónia Moreira da Espaço Visual (917 075 852).

Hidroponia

António José Ferreira disse:

"Bom dia;

Solicito a V.Exas informação que considerem conveniente sobre hidroponia já instalada em Portugal.
Sendo minha vontade executar um empreendimento com hidroponia.
Para este efeito necessito reunir informação que me poderem enviar e visitar as explorações já em funcionamento que me poderem indicar.

Aguardando a melhor atenção de Vossa Ex.a, fico disponível para qualquer esclarecimento;

Antonio José Ferreira
Viseu"

Comentários:
1 - A hidroponia é uma técnica de produção tecnológica intensiva que promove a qualidade e produtividade das culturas.

2 - Esta tecnologia está a sofrer um forte incremento em Portugal, o qual se irá incrementar nos próximos anos.

3 - Para obter mais informações deve contactar a Litoral Regas e a Hubel 

E eu não tenho nada muito concreto apenas a paixão pela terra e a vontade de fazer alguma coisa nesta área da agricultura!

magda disse:

"Boa tarde Eng. José Martino
Foi numa busca pela internet, que encontrei o seu Blog há já alguns meses e que desde então tenho vindo a seguir com bastante entusiamos.

Tenho 33 anos, tirei o curso de Eng. Alimentar ramo viticultura e enologia no ISA. Na altura fiz apenas alguns estágios na área, que gostei bastante, mas devido a circunstâncias da vida comecei a trabalhar numa outra empresa que nada tem a haver com a área agricultura e na qual me tenho mantido. Contudo o "bichinho" por fazer algo na minha área "Alimentar ou da Agricultura" permanece.

Sou residente na zona da Serra d'Aire e Candeeiros, mais propriamente na freguesia de Minde, Concelho de Alcanena, onde meus pais tem alguns terrenos, todos eles ao abandono, são terrenos de pequenas dimensões e dispersos. Existem alguns com áreas maiores, entre 1ha e 2ha mas que se situam na zona da serra onde antigamente estavam plantados pinheiros e/ou eucaliptos mas que os incêndios que ocorreram há alguns anos destruíram. Atualmente crescem lá de forma selvagem mato e plantas e arbustos locais como alecrim, salva brava, rosmaninho, orégãos e algumas espécies de orquídeas, plantas autóctones.

Depois na área que é considerada como área agrícola, temos um terreno de aproximadamente 0,9h mas com possibilidade de empréstimo de um outro terreno vizinho de área igual em que totalizaria aproximadamente 2h. Há alguns anos estes terrenos eram explorados pelo meu avo, tinham pomar e também vinha. Atualmente tem apenas algumas oliveiras. Este terreno tem uma casa que pode servir de apoio. O terreno é calcário e argiloso.

Como disse anteriormente gostaria de fazer algo na área da agricultura e pensei porque não utilizar estes terrenos que estão parados e abandonados e iniciar algo a partir daqui. Não tenho uma ideia definida do que poderia cultivar, pensei inicialmente em algo do género das amoras e framboesas para os dois terreno agrícola uma vez que estas se dão em terrenos calcários, mas não sei se é o tipo de cultura que se dê nesta zona e se é rentável.

Depois pensei também que poderia haver uma maneira de usar os outros terrenos de serra, que são um de 1,9ha, dois de 1h cada, um de 0,79ha e como há tantas plantas aromáticas e medicinais nesta zona que poderíamos explorar essa possibilidade....

Gostaria assim de perguntar se acha que se poderia usar os terrenos de serra, cultivando algo? Se sim que género de cultura? seria viável explorar as plantas aromáticas e medicinais?

Quanto ao outro terreno agrícola, na sua opinião que tipo de cultura poderia ser viável nesta zona para a área que tenho que não é muito grande?

Acha que há possibilidade de fazer algo que me possa dar alguma rentabilidade utilizando os poucos recursos em termos de terrenos que tenho?

Resolvi consultar o eng., antes de consultar uma empresa de consultadoria como a espaço virtual, uma vez que tenho lido imensa coisa no seu blog e tenho visto que tem ajudado muita gente a estruturar ideias, dando a sua valida opinião como profissional. E eu não tenho nada muito concreto apenas a paixão pela terra e a vontade de fazer alguma coisa nesta área.

Desde já agradeço a atenção dispensada.

Melhores cumprimentos."


Comentários:
1 - Cara Colega, é um imenso gosto a oportunidade de poder opinar com base em pedidos de opinião de alguém que frequentou o ISA tal como eu o fiz entre 1981 e 1985.

2 -  Creio que nos terrenos que possui na serra deve fazer o levantamento das plantas aromáticas e medicinais que neles predominam. Por outro lado, faça uma pesquisa na internet sobre este tipo de negócio e se verificar que pode ter interesse neste negócio disponha-se a visitar explorações em Portugal e no estrangeiro para conhecer os pormenores e ossos de oficio desta fileira.

3 - As amoras e framboesas serão uma excelente alternativa para começar com a agricultura se tiver perto de si alguma organização comercial que lhe valorize as suas produções. Faça um levantamento visitando os fruteiros na região e outros operadores hortofrutícolas. Caso tenha jeito para o negócio tente fazer uma comercialização/distribuição local.

4 -  Verifique as produções agrícolas que no passado tiveram sucesso na região, pois pode haver alguma delas que tenha interesse comercial na atualidade e neste caso, terão aptidão no que diz respeito a solos e climas.

5 - No Sábado passado visitei uma exploração de caracóis em Azeitão, creio que esta atividade pode ser uma alternativa que poderá equacionar.

6 - Faça uma análise aos seus pontos fortes e pontos fracos e ganhe consciência das atividades agrícolas para as quais tem vocação e não tenha medo, aposte naquelas em que acredita que a farão feliz. Boa sorte e bons investimentos!

quinta-feira, 4 de julho de 2013

SESSÃO DE CAMPO - KIWI ARGUTA NERGI


11 JULHO | 17h00 | 19H00 | ERMESINDE

A Espaço Visual em parceria com a SOFRUILEGN e Naturalfa, organizam no próximo dia 11 de julho, às 17h00 e às 19h00, em Ermesinde, duas sessões de campo com o técnico francês Fabien Bec, numa exploração agrícola de kiwi Arguta Nergi instalados do Engenheiro Manuel Torres.

Assim sendo, convidam-se todos os atuais e potenciais produtores de kiwi arguta, técnicos e demais interessados desta fileira, a participar nesta sessão de campo, com o objetivo de ver a instalação do primeiro pomar executado no âmbito da convenção de produtores e discussão de pormenores técnicos relevantes para a cultura do Arguta Nergi.

A participação é gratuita, sujeito a inscrição e confirmação pela Espaço Visual. Para mais informações contacte Benjamim Machado, 924433183, benjamim.machado@espaco-visual.pt



VISITA DE ESTUDO À FILEIRA DO MIRTILO NA HOLANDA


AGIM e a Espaço Visual organizam nos próximos dias 24 e 25 Julho de 2013 (regresso na manhã, 26 Julho) a Visita de Estudo à Fileira do Mirtilo na Holanda tendo como objectivos conhecer in loco a tecnologia empregue nas plantações de mirtilos e a sua agro-indústria.

PROGRAMA

24 Julho (4.ª feira)

11h30 Ponto de encontro, Sunberry International BV, sito em, Venrayseweg 106-C, 5928 RH Venlo, Nederland.
12h00 Sunberry International BV, lançamento do evento e visita às instalações.
14h00 Almoço livre.
16h00 Visita à empresa Blueberry Giant (Alemanha), exploração com 50 hectares com diversas variedades (duke, huron, draper, liberty e aurora) e viveiro.
19h00 Hotel.


25 Julho (5.ª feira)

8h30 Saída do Hotel.
9h30 Visita à exploração de mirtilos Driessen Blauwe Bessen, 60 ha e viveiro.
13h00 Almoço livre.
14h00 Visita à exploração de mirtilos Douven Blauwe Bessen, 35 ha, inclui experimentação.
16h00 Sunberry International BV, discussão sobre aspectos técnicos das visitas e conclusão da ação.


26 Julho (6.ª Feira)

Transporte autocarro hotel para aeroporto de Eindhoven.
Regresso ao Porto.


Informações de Voo:

Número do voo FR7472, 24 julho 2013                        Número do voo FR7473, 26 julho 2013
Partida Porto (OPO) 06:50                                               Partida Porto (OPO) 10:45
Chegada Eindhoven (EIN) 10:30                                    Chegada Eindhoven (EIN) 12:20 

custo de participação neste evento é 350 euros (com IVA), inclui a organização e acompanhamento da visita por técnicos da AGIM e Espaço Visual, autocarro para deslocações na Holanda e Alemanha, dois jantares e duas noites de estadia em Hotel (não está incluída a viagem de avião). As inscrições estão abertas até ao próximo dia 13 de Julho de 2013. Se não houver um número mínimo de inscrições o evento será desmarcado e os valores recebidos serão devolvidos.

Para mais informações contacte Benjamim Machado, 924433183, benjamim.machado@espaco-visual.pt

quarta-feira, 3 de julho de 2013

CONVITE | SESSÃO DE TRABALHO - COLHEITA DO MIRTILO



A Bioberço, Espaço Visual e a Naturalfa realizarão uma sessão de trabalho prático sobre a colheita do mirtilo na exploração agrícola da Bioberço em Guimarães, na próxima 6ª feira, dia 5 de julho, com o início às 7h00 e 10h00 (lembramos que a colheita se inicia ao amanhecer e sempre que possível se fará exclusivamente de manhã).

O objetivo deste evento é mostrar como se organiza e se faz a colheita dos mirtilos.

A participação é gratuita, sujeito a inscrição e confirmação pela Espaço Visual. Para mais informações contacte Benjamim Machado, 924433183, benjamim.machado@espaco-visual.pt