O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Alerta para os riscos dos investimentos na agricultura

D. F. disse:

" Boa noite Eng. José Martino,
 Tenho receio de investir num projeto megalômano por ter medo dos riscos isto poderá ter para o meu futuro. Agradecia que me alertasse para os riscos. O investimento em capitais próprios será de 5000€ para custos de projeto e renda da quinta anual. Haverá algum risco de ter que avançar com mais algum dinheiro?
Aguardo a sua ajuda.
Obrigado"
 
Comentários:
 
1 - Os projetos têm sempre riscos associados, tal como todos os negócios, por isso todos sentimos medo, quer sejamos mais ou menos experientes na matéria
 
2 - Para poder avaliar se o projeto é megalómano necessitaria de saber qual a atividade que pretende desenvolver.
 
3 - Terá de possuir 20%  dos capitais necessários para fazer face a  todo o investimento mais os custos de exploração até equilibrar a tesouraria. Desta forma terá possibilidade de juntar crédito bancário às ajudas do PDR 2020.
 
4 - A verba indicada como capitais próprios, mesmo não sabendo qual é atividade a que se quer dedicar,  parece-me irrisória.   

5 - Riscos nos investimentos agrícolas:
a) Falta de perfil empreendedor do empresário: imaturidade pessoal; incapacidade para avaliar o risco e competência das pessoas que colaboram no investimento quer sejam fornecedores, consultores, técnicos, trabalhadores, parceiros , etc.
b) Falta de ligação à comercialização.
c) Falta de capacidade de gestão: não registo dos pormenores diários na atividade agrícola; incapacidade de gestão da informação recolhida; incapacidade de avaliar os colaboradores e/ou não tomar a decisão de despedir os incompetentes; etc.
d) Insuficiência de capitais próprios e alheios.
e) Ausência de coragem para persistir sobretudo quando tudo corre mal, fazendo em cada dia melhor que no dia anterior, continuando a praticar o mesmo no dia seguinte e persistindo sempre na sua prática.

Sem comentários: