O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


segunda-feira, 23 de março de 2015

Há interesse em recorrer aos apoios públicos para pequenos investimentos?

Ola!
Gostaria antes de mais felicitar-lo pelo excelente trabalho que faz com o blog,  e também agradecer-lhe. O mesmo ja me permitiu retirar muitas conclusoes acerca do investimento na industria agrícola.
 
Gostaria de lhe colocar uma questao, mas antes passo a explicar-lhe o projecto que tenho em maos (desde ja desculpe pela falta de acentos, utilizo um teclado italiano).

Ando ja ha dois anos com a ideia de investir na actividade agricola mas atè ao inicio deste ano que essa oportunidade nao me tinha surgido. Nao sabia bem, em que moldes, pois e uma area na qual nao tenho qualquer experiencia, apenas a ligaçao de os meus avos terem sido agricultores, e um enorme gosto pela area de produçao (seja esta alimenticia ou nao).

Entretando em meados do ano passado emigrei para Italia, e o que suspostamente deveria ter afastado este projecto acabou por aproximar ainda mais a ideia de concretizaçao.

Acabei por dicidir como area a investir na apicultura apos muita pesquisa. Primeiro porque è uma area que me agrada bastante, depois porque percebi o seu potencial, quer para o mercado interno quer para o externo. Estando eu a trabalhar e nao podendo deixar tudo para me dedicar a apicultura começando do zero, optei por procurar quem ja tinha o conhecimento da gestao apícola mas nao tinha o capital para aumentar a sua exploraçao.  Encontrei assim, uma pessoa que hoje considero pra alem de colega, amigo. Esta pessoa ja tem experiencia como apicultor desde ha seis anos, tendo agora uma pequena exploraçao com 85 colmeias em produçao e bastante saudaveis. Investi entao  na compra de 50 colmeias em fevereiro, para juntar as 85 ja em produçao. destas 50, 20 ja estao a crescer e acredito que teremos as 50 operacionais a produzir ainda esta época. 

O nosso objetivo é reinvestir os proveitos durante os próximos 2/3 anos de forma a aumentar o máximo possivel o efetivo. Existe também a hipótese de tornar a fazer novos investimentos  (com capitais próprios meus) no final deste ano ou inicio do próximo.

De inicio sempre afastamos a hipótese de recorrer a financiamento bancário ou fundos comunitários. Queríamos que o projeto crescesse a medida que tivesse fundos para crescer.

Contudo deparei-me com os novos apoios PDR2020 e gostaria de saber a sua opinião acerca do ponto 3.2.2 - PEQUENOS INVESTIMENTOS NAS EXPLORAÇÕES AGRÍCOLAS.

Estava a pensar na opção de fazer um investimento de por exemplo 3000 € no inicio do ano que vem, e candidatar-me. assim, poderia propor um investimento de cerca de 6000 euros, obtendo parte do financiamento a fundo perdido. Isto permitiria que o aumento de colmeias para o ano que vem fosse quase o dobro, isto é, em vez de 40 se calhar 80. 

Os apiários estão em Trás os Montes, .... Neste momento existem condições para crescer ate as 300 colmeias. Depois disso temos de procurar novos terrenos nas proximidades. 

Acha que vale a pena o trabalho da candidatura? Bem sei que o ideal é os investimentos serem maiores, para dar o máximo de escala ao projeto, mas no meu caso nem o meu parceiro vivemos da apicultura neste momento, e não precisamos de obter rendimento da mesma nos próximos 2 ou 3 anos, então temos tempo para que o projeto vá crescendo com tempo. E sinceramente prefiro que cresça devagar mas sustentadamente.

Ficaria muito agradecido de poder ouvir a sua opinião.

Caso necessite de mais alguma informação não hesite em contactar-me."
 
 
Comentários:
1 - Tenho dificuldade em perceber como podem ter sucesso e sustentabilidade económica os projetos  que começam numa escala demasiado micro e que permanecem nessa escala ao longo de vários anos. Apesar disso, valorizo muito as pessoas que são capazes de desenvolver estas estratégias que não estão de acordo com as minhas ideias. Sou defensor dos investimentos em que os empreendedores são competentes para a atividade e por isso, apostam nas infraestruturas e equipamentos para a desenvolver  de forma tecnologicamente atual e bem organizada, e para isso, apostam numa dimensão mínima que a médio prazo rentabiliza os investimentos.
 
2 - Creio que deveriam estudar os apoios para se instalar como jovem agricultor, fazendo no momento em que tivesse possibilidade de ter capitais próprios para investir 55 000 euros  em apicultura, exceto enxames (estes poderiam ser obtidos por desdobramentos das colmeias atuais), podendo obter  15000 euros de prémio + 55% a 60% de ajudas ao investimento (valor máximo se for sócio de uma organização de produtores). Poderia obter 45250 euros de apoio para um investimento elegível de 55 000 euros, precisaria de 9750 euros de capital próprio + IVA + outros montantes necessários para montar a operação (creio que o ideal seriam ter mais 10 000 euros, mesmo que obtidos por empréstimo bancário).
 
3 - Os pequenos investimentos na exploração agrícola podem ser utlizados para investimentos elegíveis superiores a 5 000 euros. Deveria fazer um esforço para fazer um investimento total de 10000 euros.
 
4 - Os busimess angels da Rurisocieta ou outra empresa, podem ser uma opção para quem é jovem empreendedor com elevado potencial para o negócio, não possui os capitais suficientes para desenvolver o negócio, aceita um sócio que aporta capital, acesso ao crédito, conhecimento da organização empresarial, etc. 
 
 

Sem comentários: