O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Artigo na Revista "Voz do Campo"

A cultura da Groselha (http://www.vozdocampo.pt/1/a_cultura_da_groselha_2044245.html)


A cultura da Groselha - revista voz do campo
A produção por se destinar à exportação
deve possuir certificação GobalGAP,
sendo recomendável
só avançar
com o investimento na produção
se o produtor tiver um exportador
que lhe garanta
o escoamento e valorização dos frutos
......................................................

A GROSELHA pertence ao género Ribes spp. Género diversificado com mais de 150 espécies conhecidas e centenas de variedades cultivadas (cultivares). Na região norte e centro de Portugal cultivam-se sobretudo variedades vermelhas, como por exemplo a Junifer, fruta constituída por pequenas bagas vermelhas que crescem em cacho, sem espinhos, com a maturação precoce e de produção elevada. A colheita decorre desde meados de maio a início de junho, função do frio invernal e calor na primavera e termina em julho. A baga depois de madura pode ser deixada na planta uma ou mais semanas sendo possível condensando a colheita em 3 a 4 passagens. A produção por se destinar à exportação deve possuir certificação GobalGAP, sendo recomendável só avançar com o investimento na produção se o produtor tiver um exportador que lhe garanta o escoamento e valorização dos frutos, dado a reduzida dimensão de mercado, bem como procura e interesse deste em períodos temporais muito específicos e pontuais.
 
A groselha requer solos que retenham a humidade mas que não deixem a raiz encharcada, por isso, nas áreas com pouca drenagem devem fazer-se camalhões, solos férteis com níveis altos de fósforo e potássio, ricos em matéria orgânica, com pH de 5,5 a 6,5. A planta para produzir bem necessita de frio invernal para quebra de dormência, sendo variável em função da variedade.
O compasso de plantação é de 0,5m a 0,75 m entre plantas na linha (é importante garantir uma haste vertical a cada 0,25 m, isto é, conduzir as plantas com duas hastes para plantas colocadas a 0,5 m e três hastes para plantas distanciadas de 0,75m) e de 2,5 m na entre linha. Sistema de condução em postes verticais com 3 arames e 4 arames de cada lado colocados a 0,5 m dos arames centrais, suportados pela extremidade de cruzetas ou através de cadeados suspensos na estrutura de suporte do plástico de cobertura. O plástico destina-se a garantir boa qualidade dos frutos, reduzindo os danos pelo sol e vento (o plástico é recolhido no outono e estendido no final do inverno). A cultura só deve ser implantada após a instalação de sistema de rega gota-a-gota com sistema de fertirrigação, ambos automáticos.
 AS OPERAÇÕES CULTURAIS DE MANUTENÇÃO/EXPLORAÇÃO DA GROSELHA SÃO:
 a) Poda de inverno garantindo que as unidades de frutificação ficam devidamente colocadas nos arames laterais;
b) Abertura do plástico de cobertura;
c) Correção de pH e matéria orgânica;
d) Eliminação das ervas daninhas na faixa
de 0,75 m para cada lado da linha de plantas;
e) Poda verde de primavera/verão que passa por retirar rebentos dos troncos, pela desponta dos rebentos laterais, pelo desrame dos rebentos que adensam o interior das plantas;
f) Condução das plantas: atar os rebentos aos arames;
g) Controlo de pragas e doenças: oídio, podridão cinzenta, ácaros, afídeos (piolhos) e broca;
h) Fertilizações através do sistema de rega (fertirrigação);
i) Controlo da irrigação;
j) Colheita manual;
k) Recolha dos plásticos de cobertura.
 
Autoria: José Martino, CEO da Espaço Visual
(artigo completo na edição impressa de julho’15)

Sem comentários: