O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


quinta-feira, 24 de março de 2016

Gestão agricola

"Falta chegar Gestores as empresas agricolas, sera necessario captar nas universidades, pessoas e na economia gestores que percebam ou queiram perceber as agriculturas. 

Noto que o setor do leite e carnes vermelhas e muito fragmentado, falta de escala, tomador de preco e de custos de contexto e de mercado. Aqui so mesmo agrupar para escala, mais facil dizer que fazer. As novas, agriculturas precisam de nocao de fileira e escala"

Comentários:
1. Creio que pouco a pouco, de forma paulatina, os gestores estão a entrar na agricultura porque ela está mais atrativa, gera maior sucesso e interesse nos meios de comunicação social.

2. Que tipo de escala falta ao leite? Na minha opinião o leite tem escala, falta competividade porque é aplicado um modelo técnico assente em custos de produção muito elevado seja for forte incorporação de concentrado/ração na alimentação dos animais, seja por uma utlização elevada da mecanização, etc. por outro lado falta valor acrescentado no segmento dos laticinios onde se incorpora a maior quantidade do leite produzido em Portugal. 

3. Na produção de carnes vermelhas falta escala para tirar o maior partido das forragens e demais alimentos produzidos na exploração.

4. Concordo que as novas agriculturas devem incorporar na respetiva massa critica os objetivos estratégicos tendo por base "a noção de fileira e escala"     

Sem comentários: