O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


domingo, 28 de agosto de 2016

UNIVERSIDADES E POLITÉCNICOS



As Universidades e Politécnicos devem caminhar no sentido de criarem cursos para empresários agrícolas, tendo como base que mais de 50% dos seus alunos querem vir a instalarem-se como jovens agricultores em lugar de exercerem a profissão de técnicos agrícolas. Podem com esta estratégia angariar outros públicos, sejam outros jovens para obterem competências para se instalarem e mesmo outras pessoas mais velhas que irão investir na agricultura pela primeira vez ou empresários já instalados. 

Faz sentido avançar com mestrados e pós graduações em gestão de empresa agrícola para desenvolver circuitos de recolha de dados e controlo de gestão tal como acontece em qualquer empresa.


As universidades, politécnicos e outras instituições de investigação pública devem divulgar de forma ampla os resultados dos seus trabalhos, sobretudo aqueles que fazem a integração entre o conhecimento obtido e a sua utilização prática, tendo por matriz a sua tradução em instrumentos capazes de incrementar o valor acrescentado das produções e/ou a gestão eficiente dos recursos naturais.

Sem comentários: