O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


sábado, 22 de outubro de 2016

Sabugueiro


"Boas tarde,  peço desculpa pelo incómodo,  mas gostaria de algum esclarecimento da sua parte se assim o souber, sobre o cultivo de sabugueiros.
Resido na Beira Interior,  mas propriamente em Moimenta da Beira (Viseu),  aqui há muito a cultura da maçã,  mais de metade da produção nacional advém daqui da zona, mas eu não estou para aí virado visto a maçã requerer muito tempo de entrega.
A minha família possuí alguns hectares de terreno não contínuo,  a maior parte ao abandono.
Estou a pensar em rentabilizar grande parte desses terrenos com o cultivo de sabugueiro mas não tenho a certeza se será mesmo rentável.
Seria do género de passatempo em part time,  mais para poder ter um rendimento extra e rentabilizar os terrenos dos meu falecidos avós....
Visto eu ter emprego e não ter que depender da agricultura...
Nada de projectos...
Aqui na região,  no concelho de Tarouca,  existe uma cooperativa que compra a baga do sabugueiro,  pelo que eu sei estão a pagar a baga a 0.37€ o kg , na região de Tarouca há muito esta cultura do sabugueiro.
Eu gostaria de saber que para ser no mínimo rentável,  que área é  que devia plantar,  como o faria,  entre outros aspectos que me poderia ajudar.
Pelo que sei este arbusto (sabugueiro)  tem aqui na região uma óptima relação com o clima rigoroso,  e produz baga de óptima qualidade.
Pensei também em Oliveiras para produzir azeite,  mas estou mais inclinado para o sabugueiro,  visto que não deve dar tanto trabalho e perda de tempo.
Agradeço a sua ajuda no que puder

Cumprimentos" 

Comentários:
1 - Comece por identificar quem lhe pode comprar as suas futuras produções de baga de sabugueiro, faça-o através da internet e de contatos com produtores no terreno.

2 - Contate diretamente as entidades que comercializam a baga de sabugueiro e avalie que quantidades estão dispostas a valorizar-lhe, qualidade da baga, preços de pagamento ao produtor, prazos e condições de pagamento. Avalie as que são mais crediveis, que darão melhores condições e maiores garantias quanto ao trabalho futuro.

3- Terá que gerir bem a colheita porque é o maior custo de produção. Ajuste o valor de custo da colheita à valorização da baga pois é aqui que pode otimizar a rentabilidade do investimento.

4 - Contate a Eng. Sónia Moreira da Espaço Visual (917 075 852) marque uma consulta porque ela pode-o ajudar nas suas dúvidas  

  

Sem comentários: