O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

BFRUIT em Ponte da Barca


Amanhã, pelas 9.30 horas, no auditório da Biblioteca Municipal


BFRUIT apresenta-se 
aos produtores de pequenos frutos
em Ponte da Barca

A BFRUIT - Organização de Produtores para a Comercialização de Pequenos Frutos, vai realizar amanhã, 1 de fevereiro, pelas 9.30 horas, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte da Barca, uma apresentação pública e de esclarecimento junto dos produtores desta região.
Esta sessão segue a outras que já foram realizadas em Guimarães, Guarda, Viseu, Vila Real e Cinfães, marcadas pela forte adesão e interesse dos produtores de pequenos frutos.
Nas 5 sessões já realizadas, a BFRUIT estima que tenham marcado presença um total de perto de 500 produtores de pequenos frutos, o que traduz a enorme relevância que esta fileira está a ter na economia nacional.
É já com este significativo histórico que temos o prazer de convidar todos os interessados a estarem presentes na sessão de amanhã, em Ponte da Barca, de apresentação da BFRUIT, com o seguinte programa:

Receção aos Convidados

Conferência “O Mirtilo no Estados de Oregon EUA”
Experiência de uma Visita de Estudo

José Martino_ CEO da Espaço Visual

Debate

“Bfruit” – Apresentação da Organização de Produtores
Fernanda Machado_ Presidente do Conselho de Administração

Testemunho de Produtores

Encerramento

A participação é gratuita. A inscrição é obrigatória até ao dia 31 de Janeiro, através do envio de um email, para geral@bfruit.pt ou por telefone para o 91 9295881 com nome, contacto telefónico e de email.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Morangos

Custodia Reis Pereira disse:

"Boa noite . Eu e a minha cunhada estamos a pensar em investir na agricultura, mais concretamente em estufas, só ainda não decidimos se será em cogumelos ou morangos, a nossa duvida reside apenas na questão da rentabilidade/ facilidade de escoamento. Gostaríamos de saber se nos pode ajudar e elucidar. Fazemos tensões de nos candidatar ao financiamento da Proder, qual será a melhor altura para fazer a candidatura?
Desde de já agradeço a sua disponibilidade. Atenciosamente Custodia Reis Pereira"

Comentários:
1 - Como irão fazer um investimento conjunto chamo a atenção de que devem acautelar uma dimensão de exploração que lhes dê um rendimento interessante para cada uma das duas sócias.

2 - Na minha opinião devem optar pelos morangos pois na minha opinião têm um excelente potencial de mercado. Falem com a Bfruit para acautelarem a comercialização, valorização das produções e a assistência técnica (fernandamachado@bfruit.pt; 91 695 00 73).

3- A candidatura deve ser apresentada logo que seja possível, o quanto antes terá maior probabilidade de sucesso.

Apicultura

Ana disse:
Boa noite,

Antes de mais felicitações pelo seu blogue, que é de extrema utilidade para todos aqueles que pesquisam informação sobre área agrícola.

Somos um casal de 28 e 34 anos, desempregados, que pretende enveredar pelo negócio da apicultura, na região de Quiaios - Figueira da Foz, ao abrigo dos incentivos do PRODER para 1ª instalação de jovens agricultores.

Neste momento encontramo-nos em fase de análise dos incentivos e do negócio da apicultura em particular e deparamo-nos com algumas dúvidas nas quais gostaríamos que nos ajudasse:

- Não conseguimos averiguar no site do PRODER, qual é o GAL ao qual a localidade se insere - poderá ser possível não haver incentivos para o concelho da Figueira da Foz visto que a opção não aparece na listagem?

- Existe uma quantidade mínima/máxima de colmeias para poder concorrer a estes incentivos?

- Temos terrenos de família que gostaríamos de usar em regime de comodato neste projecto, para a apicultura existe algum limite mínimo de área?

- As características da região sã indicadas (zona rural perto da Serra da Boa Viagem) para a apicultura, sendo que existe a predominância de eucalipto e laranjeiras nas proximidades? estas plantas são boas em termos de qualidade posterior do mel?

- Gostaríamos de fazer plantação de laranjeiras nos referidos terrenos, esse investimento pode incluir-se no projecto?

- Pode explicar-nos melhor como funciona o incentivo em si? no site referem um prémio de instalação + uma percentagem do valor do projecto...em termos de valores, em que se traduz isto, tendo em conta o que teremos de investir da nossa parte?

- A candidatura pode ser feita em qualquer momento ou obedece a datas especificas?

Agradecemos desde já o seu tempo e a sua disponibilidade para nos ajudar nestas questões.

Obrigada e Cumprimentos
 
Comentários:
1 - A apicultura é uma atividade muito interessante para quem tenha gosto por ela e esteja disposto a pagar os custos pessoais de ser organizado e rigoroso no acompanhamento das colmeias/abelhas ao longo do ano.
 
2 - Pode-se instalar como jovem agricultor na atividade apícola através da ação 1.1.3. do ProDeR.
 
3- Defendo que devem começar com 300 a 500 colmeias, mas após estagiarem durante um ano num apicultor que tenha sucesso. É muito importante o conhecimento dos pormenores desta atividade sobretudo no que diz respeito ao controlo atempado das doenças, pois caso contrário corre o risco de perder todo o seu investimento.
 
4 - Pesquise neste blogue sobre as ajudas da ação 1.1.3 do ProDeR, instalação de jovens agricultores e encontrará muita informação sobre as ajudas que pode captar.
 
5- Se precisar de informação ajustada marque uma consulta com a Eng. Sónia ;Moreira da Espaço Visual  (917 075 852).
 
6 - Creio que o investimento em laranjeiras tirará consistência técnica ao projeto porque defendo que se devem concentrar na apicultura 

Investimentos de Pequena Dimensão

Sónia Borges escreveu:

"Boa tarde Eng. José Martino Desde já quero felicitá-lo pelo blog pois é muito esclarecedor. Venho perguntar ao Eng. o seguinte: Pretendo concorrer a um investimento de pequena dimensão pelo Proder. O que eu pretendo saber é se os apoios são dados de uma única vez ou faseadamente, ou seja, se tenho que entregar as despesas (faturas) do investimentos de uma única vez ou poderei entregar por fases claro que em períodos curtos de tempo. Desde já agradeço a sua atenção prestada. Cumprimentos Sónia"

Comentários:
1 - Pode receber as ajudas das candidaturas aos investimentos de pequena dimensão através de um único pedido de pagamento. Tratam-se de candidaturas até 24 999 euros de investimento (ação 1.1.2 do ProDeR).

2 - Se optar por fazer através de vários pedidos de pagamento (até 4)  terá que esperar que cada um deles seja pago para poder apresentar o seguinte. O recebimento das ajudas, por cada pedido de pagamento, pode variar entre os 2 e os 8 meses.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

BFRUIT: Sessões de Apresentação



A BFRUIT, Organização de Produtores de Pequenos Frutos, vai continuar com as sessões de apresentação e esclarecimento junto dos produtores. Depois de Guimarães, Guarda e Viseu, é a vez de Vila Real, Cinfães e Ponte da Barca.
Convidamos todos os interessados a marcarem presença nas sessões, conforme o seguinte calendário:

25 de Janeiro (Sábado):
10 horas Vila Real- Auditório da Biblioteca Municipal
15 horas em Cinfães- Auditório da Biblioteca Municipal

1 de Fevereiro
9.30 horas em Ponte da Barca- Auditório da Biblioteca Municipal

Inscrições para o email: geral@bfruit.pt
Indicar: nome, morada, e telefone.

Consulte o programa no cartaz em anexo.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Soft Fruit Conference 2014


Espaço Visual esteve presente na "Soft Fruit Conference 2014" (www.softfruitconference.com), que decorreu no passado dia 9, em S-Hertogenbosh, na Holanda. 
Trata de uma reunião internacional que pretende avaliar a evolução da fileira dospequenos frutos, fazer o balanço do ano anterior, apontar perspectivas para o futuro, debater inovações técnicas e resolução de pragas, e apresentar novos produtos e serviços.
Para além dos seminários e conferências, protagonizados por renomados especialistas internacionais, decorre em paralelo uma feira onde é possível tomar contacto com o que melhor se faz por essa Europa ao nível dos pequenos frutos. O evento permite ainda uma viagem totalmente prática por algumas explorações de pequenos frutos. (ver fotos do evento no meu facebook (www.facebook.com/jose.martino.900).

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Bagas de Goji

Rui Madureira escreveu: "Bom dia Sr. Eng. já escrevi anteriormente para o seu blog, a questionar sobre outro frutos, questiono agora, se me permite, sobre a cultura de bagas de Goji, em terras de Tâmega e Sousa. que lhe parece a viabilidade deste fruto? Obrigado e cumprimentos". 

Leite de vaca

Alexandre, escreveu:
"Acha que um projecto de uma exploração agrícola (produção de leite de vaca) vai dar resultado??? fazer uma superfície de 600 m2 e comprar cerca de 50 vacas leiteiras e mais umas 40 secas....gostaria de saber da sua opinião...obrigado."

Comentários:
1 - O investimento na produção de leite de vaca deve ser realizado por quem sinta e tenha vocação para esta atividade.

2 - Na minha opinião, creio que deveria começar com 80 vacas em produção e a médio prazo (4 a 6 anos) deveria passar para as 120. Parece-me que será uma exploração mais sustentável no longo prazo.

3 - Verifico que há produtores que possuindo as 50 vacas em produção conseguem ter uma exploração rentável. Creio que o fator chave será conseguir ter a dimensão de terra agrícola disponível para produzir forragens e fenos a preços baixos e competitivos