Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2014

É apenas um alerta! Por favor informe.

Nelson Valente escreveu: "Sr eng. Martino, gostaria que divulgasseseguinte preocupação de quem conhece quem teve projetos aprovados e depois falharam...e há muita gente com a corda na garganta...
Pessoalmente não concordo com este tipo de incentivos ao empreendedorismo, ou pelo menos semo enquadramento ( dinheiro suficiente, apoio de tesouraria, etc.) Uma pessoa iniciou o projecto, foi aprovado, mas o dinheiro não vinha do iefp..., demorava, respondiam, "sim, estamos a analisar..." "Em breve"...
O projeto tinha que começar... Obras, e rendas e máquinas, avançaram porque não tinham emprego e o senhorio não ía esperar....! O dinheiro lá foi vindo as pinguinhas....mas o apoio de tesouraria foi-se. Abanca?! Para quem tem dinheiro e muito! A crise... Chegou negócio fraco, empregados desmotivados...ou com aquela estratégia de fazer tudo para voltarem ao centro de emprego e ganharem por fora mais. Tiveram que entregar ao Senhorio porque já não dava para a renda. Por um …

Alerta para os riscos dos investimentos na agricultura

D. F. disse:

" Boa noite Eng. José Martino,
Tenho receio de investir num projeto megalômano por ter medo dos riscos isto poderá ter para o meu futuro. Agradecia que me alertasse para os riscos. O investimento em capitais próprios será de 5000€ para custos de projeto e renda da quinta anual. Haverá algum risco de ter que avançar com mais algum dinheiro?
Aguardo a sua ajuda.
Obrigado" Comentários: 1 - Os projetos têm sempre riscos associados, tal como todos os negócios, por isso todos sentimos medo, quer sejamos mais ou menos experientes na matéria 2 - Para poder avaliar se o projeto é megalómano necessitaria de saber qual a atividade que pretende desenvolver. 3 - Terá de possuir 20%  dos capitais necessários para fazer face a  todo o investimento mais os custos de exploração até equilibrar a tesouraria. Desta forma terá possibilidade de juntar crédito bancário às ajudas do PDR 2020. 4 - A verba indicada como capitais próprios, mesmo não sabendo qual é atividade a que se quer dedicar…

Porcos Bísaros

Maria João Garcia disse:


"Bom dia Engenheiro José Martino,
Sou mais uma de muitas jovens desempregadas deste país, mas com muita vontade de trabalhar e construir o meu próprio negocio. Desde sempre tive um grande fascínio pela suinicultura, e com estes novos apoios comunitário penso ser a altura certa para me dedicar a este projecto agropecuário de exploração do porco bísaro.
A vontade de trabalhar é muita mas também preciso de algumas luzes e linhas de orientação deste ramo, já tentei visitar várias explorações e falar directamente com produtores mas a abordagem não tem sido nada fácil, a grande maioria recusa a minha visita ou a resposta as minhas duvidas. Já pesquisei bastante informação na Internet e foi aí que encontrei o seu contacto. A pesquisa online tem sido positiva no sentido de me familiarizar mais com a raça, mas ainda tenho muitas duvidas e nada substitui falar com alguém experiente na área. Peço desculpa pela minha ousadia mas é sem duvida a única pessoa que me poder…

5ª Jornadas de Gestão Ambiental e Ordenamento do Território - ESA_IPVC

Imagem

Cogumelos shiitake: como comercializá-los?

Cristina Trindade disse:

"Boa noite, Sou de Portalegre e estou a produzir cogumelos shiitake, no entanto, e devido à falta de mercado nesta zona, tenho tido bastante dificuldades em vendê-los... Gostaria de perguntar se conhece alguma associação ou alguém a quem poderia vender os cogumelos? Agradeço a sua atenção. Cumprimentos"

Comentários:
1 - Na minha opinião a comercialização de cogumelos ou de qualquer outra produção agrícola não deve ser feita através de associações porque este tipo de Entidades destina-se a defender os interesses sócio profissionais dos seus associados e não deve desenvolver atividade económica de comprar e vender produtos agrícolas.

2 - Infelizmente não a consigo ajudar no solicitado porque possuo conhecimentos incipientes da fileira do cogumelo no que diz respeito a comercialização. Tente perceber se o grupo Sousacamp a pode ajudar.

3 - Para mim com os cogumelos podem ser comercializados através de uma estratégia que eu denomino de "projeto de…

2ha: mirtilos e/ou framboesas?

José Alves disse:

"Eng. Martino, No seguimento de uma comunicação anterior referente à possibilidade de uma plantação de cardo em Carregal do Sal, aparentemente não será viável... Procurei outras plantações e informação sobre as mesmas e assim sendo gostaria de lhe colocar a seguinte questão: para uma área de 2 hectares de terreno acha viável uma plantação de mirtilos (1 ha) e framboesas (1 ha)em vaso? a ideia era aumentar a densidade de plantas e ao mesmo tempo antecipar alguma entrada de dinheiro com as framboesas, cumulativamente a ideia era candidatar o projecto ao PDR 2020 enquanto jovem agricultor? Ou acha mais viável apostar no volume de produção, colocando por exemplo os dois hectares só com mirtilos? Grato desde já pela atenção!´"

Comentários:
1 - Recomendo que faça os 2 hectares com mirtilo com uma ou duas variedades recorrendo às ajudas para 1.ª instalação do jovem agricultor. No entanto avalie quem lhe irá comercializar os frutos e a que distância em quilómetros …

O que cultivar?

Miguel  disse:

Caríssimo Sr. Eng.º José Martino, bom dia. Antes de mais, quero felicitá-lo pelo desenvolvimento e manutenção deste blog que em muito contribui para o nosso desenvolvimento agrícola. Passo a expor o seguinte: Possuo, em Arouca, 3 pequenas parcelas agrícolas, uma com cerca de 100 m2, outra com cerca de 600 m2 e uma terceira com cerca de 1000 m2. Todas têm água de rega pelo pé e água de mina. O terreno, principalmente na maior parcela, é muito fértil. Todos têm bons acessos e confrontam com caminhos públicos. Possuo também 4 parcelas/leiras de monte, que totalizam cerca de 4000 m2. Têm essencialmente pinhal e eucaliptal já numa fase bastante desenvolvida. Face ao supra exposto e na opinião de V.a Ex.cia, com baixo investimento e visando proveitos a curto e/ou médio prazo, quais serão as melhores hipóteses para rentabilizar os terrenos agrícolas e de monte.

Comentários:
1 - Gostaria dar uma opinião sobre o exposto mas com a informação disponível não me atrevo a fazê-lo. A…

Projeto kiwis

Boa tarde Eng José Martino, Chamo me Daniela Oliveira e tendo vindo a recolher informações de forma a tentar concluir um projecto idealizado por mim e por uma amiga minha, somos de Guimarães e gostariamos de desenvolver uma plantação de kiwis, ja estive a ler alguns artigos e a tentar recolher informações juntos de alguns agricultores mas gostarimos de saber se acha que é um projecto rentavél? Quais são os incentivos que temos a nivel do Proder e não só? Visto não termos rendimentos neste momentos porque somos recem licenciadas gostariamos de saber se é possivel avançar com este projecto? Temos ja em vista um terreno que não é propriedade nossa mas sim de um familiar. Desde ja agradeço pelos excelentes artigos e pela disponibilidade, Atentamente Daniela Oliveira.

Comentários:
1 - Respondendo às questões colocadas:

a) O kiwi é uma atividade rentável para quem cumpra as duas condições seguintes:
1.ª) O empresário é capaz de "fazer com que determinada operação cultural seja realiza…

Que variedades são livres para propagação em kiwis ou pequenos frutos?

Mónica Zuzuarte disse:

"Bom dia, Tenho seguido o seu blog e desde já queria felicitá-lo pelo interessantíssimo trabalho que realiza e todos os esclarecimentos que presta de forma gratuita. Sou co-fundadora de uma empresa de micropropagação. Nesse sentido estou a contacá-lo com uma questão que nos "assombra" diariamente: que variedades podemos comercializar? ou seja que variedades são livres? Há alguma base de dados onde esta informação esteja disponível? Temos feito diversas pesquisas mas sempre com receio de se tratar ou não de informação fidediga. Neste momento estamos interessados em obter essa informação para kiwi e outras plantas produtoras de pequenos frutos. Comentários:
1 - A comercialização de plantas ou viveirismo é controlada pelo Ministério da Agricultura, nas Direções Regionais de Agricultura e Pescas e centralmente pela Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural.

2 - Recomendo que contate os serviços que fazem o licenciamento do viveirismo na D…

Workshop Apicultura – empreender e inovar

Workshop Apicultura – empreender e inovar
A EV organiza o workshop sobre "Apicultura - empreender e inovar", o qual decorrerá nas instalações da EV, rua Associação Industrial e Comercial de Gondomar, n.º 290, Gondomar, no próximo dia 29 de novembro, sábado, pelas 8h45, conforme programa indicado.

PROGRAMA Data: 29-11-2014 Local: Instalações da Espaço Visual e Apiário em Gondomar Destinatários: Potenciais empreendedores, empresários e público em geral
8h45 Abertura de secretariado 9h00 Certificação do Modo de Produção Biológico – Engª Liliana Perestrelo – Naturalfa 10h00 Apoios Agroambientais à Apicultura – Engª Isabel Santana – CONFAGRI 10h45 Pausa para café 11h00 Produção de Mel – Engº Miguel Matos – Curiosidade Natural 12h15  Visita a Apiário 13h30 Encerramento Inscrições em www.espaco-visual.pt

Estágio formativo em helicicultura

Estágio Formativo em Helicicultura A produção de caracóis é uma atividade que exige aliar conhecimento e experiência para atingir bons resultados. Quem já está instalado sabe que é necessário saber adaptar a exploração às características locais da exploração. Este estágio formativo pretende demonstrar in loco todo o processo de montagem, desde a preparação das estugas, aos ciclos de engorda, apanha, embalamento e comercialização, bem como da reprodução. A informação teórica é fundamental na aquisição de conhecimentos e competências, no entanto, a programação das atividades, a realização das tarefas e a gestão de uma exploração são fatores determinantes no sucesso da exploração agrícola. É com esse intuito que este estágio foi criado, procurando desenvolver a sensibilidade e capacidade de resolução de problemas, que só se adquirem praticando e estando em contacto direto com a atividade durante todo o ciclo cultural. Objetivos Vivenciar os processos de gestão, planeamento e execução das ope…

Jornadas Técnicas do Castanheiro - Trancoso 2014

Jornadas técnicas do castanheiro
8 Novembro
10H30 Abertura pelo Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Trancoso
10h45Mais Castanha. O Plano Estratégico da RefCast para o período 2014-2020.
Doenças e pragas do Castanheiro
Prof. Dr. José Laranjo - Refcast/ Utad
11H30Fertilização dos Soutos
Eng. Artur Xavier - Timac Agro12H00 Intervalo
12H15Perspetivas da fileira da castanha- Financiamento 2014/2020
Eng. José Martino – Espaço Visual
12H50Certificação da Castanha DOP Soutos da Lapa
Beira Tradição
13H15 Debate
13h30 Encerramento dos trabalhos