O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


domingo, 1 de fevereiro de 2015

Investimento em PAM


"Boa tarde Eng. José Martino,Para começar quero dar-lhe os parabéns pelo excelente blog e por todo apoio dado no desenvolvimento desta área.O meu nome é ... tenho ... anos e de momento vivo e trabalho no Porto, mas toda a minha vida vivi numa aldeia da região centro ..., onde tenho casa e toda a minha família.Sempre vivi num ambiente rural, e ao contrário de outros jovens da minha idade, embora tenha tido contato com outros meios sempre me identifiquei com o meio rural.Como tal gostava de lhe apresentar as minhas ideias e pedir a sua opinião para um projeto inserido no programa PDR 2020 na área das PAM. Para tal e para começar fiz questão de fazer o curso/workshop do Cantinho das Aromáticas com Eng.Luis, assim como contacto com outro produtor da zona de Montemuro, Ervital com o  Eng. Joaquim Morgado, com o intuito de aprofundar o meu conhecimento nesta área (Espécies, modos de produção de processão e venda) e entregar-me um pouco neste meio.No local tenho duas alternativas mas cada uma com pros e revezes bastante distintos.Pois se por um lado tenho varias parcelas dentro da mesma aldeia que perfazem uma área aprox. de 15000 m2 das quais metade só daqui por 3 anos estão disponíveis para produzir em modo biológico, assim como vários pontos de agua. Mas a curto/medio prazo poderei prosseguir com o arrendamento dos terrenos das proximidades podendo no prazo de 5 anos estar a ocupar o dobro do terreno por valores residuais, visto cada vez mais estarem a ser deixados ao abandono. Anexo 1Por outro lado entrei em contacto com um proprietário de uma pequena quinta nas proximidades (2km) a qual tem um terreno de aproximadamente 17000 m2 já apto para produzir em biológico, com pontos de agua e luz disponível também, a contrapartida é a proprietária a medio prazo querer vender toda a quinta preferindo a venda ao arrendamento. Anexo 2Encontro-me no impasse da viabilidade de ambos os casos pelas áreas e pelo futuro sustentável do projeto.É neste especto que eu pretendia a sua opinião pois se por um lado gostava de a longo prazo acreditar no projeto de uma aldeia biológica, por outro a quinta traria vantagens de controlo de pragas e proximidade de execução de trabalhos.Aguardo pela resposta, e agradeço desde já a disponibilidade."

Comentários:
1 - Para implementar uma exploração de plantas aromáticas e medicinais comece com 4  hectares e tenha em mente que a médio longo prazo terá de caminhar para mais de 8 hectares.

2 - Planeie o melhor possível o caminho para concretizar os seus sonhos e passe à ação  

Sem comentários: