O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


sábado, 21 de janeiro de 2012

Mirtilos: a árvore das patacas

Questão colocada por um leitor:
"Preocupam-me, sobretudo, duas questões na cultura do mirtilo: a elevada dependência da mão de obra e a quantidade de área que se está a plantar em mercados que produzem em simultâneo com o nosso. Só no ano passado houve reduções do preço pago ao produtor em 25%. E foi só com base num pequeno susto com a produção espanhola... O que acha desta questão? FS"

Comentários:
1- Visitei ontem uma exploração de mirtilos que produz 30t/ha. Digam-me por favor qual o valor do rendimento líquido da cultura?
Contas de merceeiro: 30000 kg x 3 € = ....€??? ou 30000 kg x 4 € = ...€??
Ponham os custos que considerem razoaveis, pois chegarão a mesma conclusão que eu cheguei: o mirtilo tem uma das melhores rentabilidades das atividades que se podem desenvolver na agrícultura!
2 - Quem for capaz de atingir a produtividade enunciada em 1- não tem medo de espanhois ou de qualquer outra concorrência porque o preço deixa de ser determinante na rentabilidade da cultura
3 - Contra factos não há argumentos: quem for capaz de produzir mirtilos empregando a tecnologia adequada tem o rendimento assegurado para os proximos anos, mesmo que seja necessária muita mão de obra para colher e seja caro o respetivo custo de colheita.
4 - Para terem acesso á tecnologia adequada para a produção de mirtilos devem inscrever-se no respetivo estágio promovido pela Espaço Visual (tel. 22 450 90 47)

1 comentário:

Anónimo disse...

Interessante número, mas 30 ton/ha como o consegue? Fertirrega? Maior densidade de plantação? Variedades superprodutivas (eventualmente sujeitas a royalties)?
Pergunto isto porque este número é sensivelmente o triplo do "normal" e porque procuro estar a par do potencial produtivo de cada cultura e método produtivo.

Consegue-se sempre produzir mais, dependendo da variedade e da fitotecnia...normalmente com uma proporcionalidade direta dos custos de investimento.

Um exemplo interessante, para mim, é a produção de morango. 10-30ton/ha no solo e 70 ou mais ton/ha em hidroponia e uma série de outras condicionantes técnicas, sendo que o nível de investimento é completamente diferente.

Portanto, outra questão lógica que me surge é se os custos de investimento e de produção, para uma produtividade de 30ton/ha de mirtilo, são iguais aos "preconizados" para a produtividade "normal".

Cumprimentos
PM