O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Twiter

Escrevo frequentemente no twiter porque posso fazê-lo a partir do telemóvel, enquanto que elaborar posts neste blogue obriga a abrir o Ipad ou o computador. Podem acompanhar o que escrevo em http://twitter.com/martinadas.

Martinadas é o nome que um amigo agricultor, de há muitos anos, denomina as minhas estratégias criativas, eficazes e "pouco ortodoxas" que utilizo para solucionar aqueles problemas que classifico como indispensáveis terem solução.

Boas leituras!

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro Engº José Martino,

Para quem não tem ainda projeto para submeter e, agora, tendo já terminado os fundos disponíveis para a ação 1.1.1, o que aconselha? Continuar com elaboração do projeto? Até final de 2013 ainda falta algum tempo e já não há dinheiro para jovens agricultores? Um quadro comunitário de apoio demasiado longo para os escassos fundos concedidos ao nosso país, parece...


Cumprimentos
PM

Anónimo disse...

O mesmo digo sobre a Acção 1.1.3, de apoio aos jovens agricultores...

Isto é, terminando os fundos desta acção, que deverá ser para breve, ao que irão recorrer os jovens que querem ser jovens agricultores e não tenham fundos para tal?

Linhas de crédito agrícola seria óptimo, mas nunca ouvi a Assunção Cristas falar disso...

Desviar fundos de Acções sem candidaturas que as esgotem também é boa ideia, mas soa a pouco e demorado...

Que "martinadas" e outras "adas" se poderiam fazer nestes cenários para se poder continuar a integrar novos jovens agricultores e não se desistir do, felizmente, tão em voga, regresso à terra?

Cumprimentos
PM