O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


terça-feira, 21 de junho de 2016

Mirtilo ou pistácio


"Queria antes demais agradecer-lhe pelas excelentes dicas do seu blog, e por nos manter a todos informados sobre varios assuntos.

Sou proprietario de um terreno de cerca de 3,5 hetares na zona de Vilar de Besteiros (Tondela), com possibilidade de crescimento e com água disponivel.O investimento mais "facil" seria partir para os eucaliptos, mas goataria de avaliar a possibilidade nesta zona de outras culturas com sucesso.

Tenho uma especial curiosidade/estudo sobre os mirtilos e pistacheiros, mas para os primeiros o solo nao me parece o mais adequado, e para os segundos penso que ja pode existir falar de horas de frio.

Resumindo, para esta faixa do pais, qual a cultura mais interessante á partida?

Quais os passos a seguir para ter uma vossa avaliação do terreno?

Como estão os projetos e respetivos apoios? Existe algo para o eucalipto?"

Comentários:
1 -  O mirtilo parece-me do ponto de vista macro uma excelente oportunidade para essa região de Viseu (aí as plantas têm melhor desenvolvimento que qualquer outra local nas regiões norte e centro).

2 - Quando o solo não é adequado faz-se a cultura em vaso, o que garante maiores produtividades nos pirmeiros anos face à cultura do mirtilo no solo e pelo menos 20 t /ha em plena produção (5.º ano).

3 - Uma exploração com 3 - 3,5 ha de mirtilos parace-me o mais adequado para quem se lança na atividade.

4 - Não me parece que essa região tenha aptidão para o pistácio pelas chuvas e alta humidade atmosférica na primavera.

5 - Para ter uma avaliação ao seu terreno contate a Eng. Sónia Moreira da Espaço Visual (917 075 852).

6 - A partir de novembro próximo haverá concurso para os apoios do PDR 2020 (jovens agricultores com subsídios até 60% e outros agricultores com incentivos não reembolsáveis até 50%)  

Sem comentários: