Mensagens

A mostrar mensagens de 2017

Não, obrigado!

Precisa de dinheiro urgente? Nós podemos ajudar! Você está com problemas agora ou está com problemas? Desta forma, damos-lhe a oportunidade de desenvolver novos desenvolvimentos. Como uma pessoa rica, sinto-me obrigado a ajudar as pessoas que tentam dar-lhes uma chance. Todo mundo merece uma segunda chance e, uma vez que o governo falhar, eles terão que vir dos outros. Nenhuma quantia é demais para nós e a maturidade que determinamos por acordo mútuo. Sem surpresas, sem custos extras, mas apenas montantes acordados e nada mais. Não espere e comente nesta publicação. Insira o valor que deseja solicitar e entraremos em contato com todas as opções. Entre em contato conosco hoje em .....Precisa de dinheiro urgente? Nós podemos ajudar! 
Comentários: 1. Ao longo do tempo nos muitos pedidos que pedi para responder ou publicar neste blogue, recebi algumas mensagens do teor da exposta neste post, as quais todas formas por mim apagadas e não divulgadas.
2. Questões que coloco a mim próprio:       …

Ajuda jovens agricultores e outros empreendedores?

Bom dia,
Reparei que em 2011 tinha um blog e ajudava jovens agricultores quanto a duvidas de projectos de investimento, gostaria de saber se ainda o faz ou se foi só em 2011
Obrigado
Comentários: 1. Continuo a ajudar jovens agricultores, seja respondendo a perguntas através deste blogue, seja na apresentação de petições públicas pedindo mais apoios financeiros públicos para a 1.ª instalação na agricultura, seja em artigos de opinião em meios de comunicação defendendo a prioridade de apoio aos jovens empresários agrícolas.
2. Infelizmente o tempo disponível para este trabalho de interesse público é mais limitado que no passado porque tenho mais trabalho em projetos de investimento  na agricultura e agro industria, ações de desenvolvimento rural (incubadoras de base rural, planos estratégicos de desenvolvimento, modelos técnico económicos de fileira, etc.) e por isso, tenho colocado menos respostas neste blogue.
3. Irei continuar a responder às perguntas dos jovens agricultores, bem c…

SEGUROS AGRÍCOLAS

75% dos agricultores de Portugal não fazem seguros agrícolas de colheitas. Porque será?
E primeiro lugar porque são caros, o custo do pagamento do prémio do seguro é demasiado elevado para o rendimento liquido gerado pelas principais culturas, exceto quando o produtor é associado de uma organização de produtores (OP) podendo obter apoios públicos comunitários e nacionais através do respetivo programa operacional (PO). Em segundo lugar, o agricultor não tem seguro porque há riscos não cobertos como sejam os prejuízos decorrentes de pragas e doenças (apesar de estar legislado, na prática nenhuma companhia faz este seguro) e outros decorrentes das alterações climáticas (e.g. seca nos prejuízos decorrentes das perdas de produção e das plantas mortas, etc.).
Como incrementar o número de apólices de seguros agrícolas com o objetivo de tornar o sistema que gere os seguros sustentável financeiramente?
Certamente que o 1.º fator é o preço, o 2.º ponto de interferência é o grau de cobertura d…

Texto publicado na Gazeta Rural de 2017.12.14: Antevisão do ano de 2018 para as agriculturas de Portugal

Para o ano de 2018 prevê-se que ao nível das agriculturas de Portugal continue a assistir-se ao mesmo tipo de estratégias e fenómenos que ocorreram no ano de 2017: 1.Incremento das exportações de produtos agrícolas e agroindustriais acima do crescimento da economia, uma estagnação do investimento por bloqueio do PDR2020  (orçamento muito limitado face à procura nas candidaturas submetidas) ausência de decisão na priorização de apoio a cada uma das candidaturas de 1.ª instalação de jovens agricultores, falta de apoio efetivo aos empresários agrícolas e agricultores da região Interior de Portugal onde os negócios da agricultura têm investimentos mais caros, maiores custos de exploração e maiores dificuldades e de acesso aos mercados. 2.O crédito bancário para apoio aos investimentos na agricultura, sobretudo dos jovens …

Artigo publicado no semanário Vida Económica 2017.12.15 - Um apelo ao Presidente da República

José Martino
Consultor e empresário agrícola
É com enorme consideração e respeito pelo papel que o Presidente da República tem assumido nos últimos meses perante a tragédia que se abateu sobre o Interior do País, fustigado pelos incêndios dos últimos meses, que lanço ao Professor Marcelo este apelo.
Não é um apelo isolado e de alguém que teve e tem alguma representatividade institucional junto dos agricultores portugueses. É um apelo de centenas, para não dizer milhares, de jovens agricultores, que me endereçam todos os dias emails para o meu blogue (jose.martino@blogspot.pt) denunciando a falta de apoios do Estado aos jovens agricultores do Interior – apesar de alguma “propaganda” fazer crer o contrário.
Eu sou apenas o veículo deste apelo desesperado – talvez porque tenho algum acesso ao espaço público, talvez porque acreditam esses jovens agricultores que a minha luta de muitos …

APRESENTAÇÃO DO PROJETO "ECONOMIA ATIVA NO DOURO VERDE"

Imagem

INCUBADORA DE BASE RURAL DE GUIMARÃES ABRE CANDIDATURAS A PARTIR DE 13 DE DEZEMBRO

Imagem

AVISO DE ABERTURA PARA CANDIDATURAS PROGRAMA DE INCUBAÇÃO - INCUBADORA DE BASE RURAL DE GUIMARÃES

Imagem

Pecuária florestal

As mudanças que são necessárias realizar nas florestas de Portugal para as tornar mais resistentes aos fogos agora que as alterações climáticas são mesmo uma realidade que veio para ficar, passam sem qualquer sombra de dúvida pela redução da massa combustível, quer nas florestas, quer na envolvente. Para esta estratégia ser eficaz é preciso desenvolver a agricultura levando-a envolver as manchas florestais, a fazer com que amplas manchas não tenham massa combustível, que possam ser zonas de reposição e combate aos fogos ou incêndios ou zonas tampão naturais à propagação dos fogos ou incêndios. A redução de combustíveis nas florestas passa pela sua gestão retirando vegetação rasteira, desbastando árvores, execução de desrames, etc. Estas operações podem ser feitas por meios manuais, mecânicos, utilização de animais, etc. A silvo pastorícia é uma atividade que desejavelmente irá desenvolver-se, porque é eficaz na sua ação e por si mesma gera resultado económico direto e imediato ao cont…

Falta de Cooperação - paradigma a ultrapassar nas agriculturas de Portugal

As agriculturas de Portugal, a agro industria, a industria do calçado e da têxtil, entre outras atividades económicas, são excelentes exemplos de atividades tradicionais que desde há alguns anos estavam condenadas ao desaparecimento caso fossem seguidas os diktats  da opinião pública e publicada, pelo contrário,  verificou-se que tal não aconteceu, pois os respetivos negócios cresceram, desenvolveram-se e tiveram algum incremento  do valor acrescentado, cenário este que é o resultado da continuação e do querer dos empresários destes setores, os quais não baixaram os braços, continuaram a trabalhar de forma árdua e persistente para estarem à altura dos compromissos com colaboradores, fornecedores, clientes, etc. É óbvio que as condições económicas e políticas da envolvente dos negócios têm influência nos seus resultados, positivos ou negativos, mas sobrepõem-se muitas vezes a estas limitações externas, a qualidade e competência dos empresários, medidas pelos resultados alcançados pel…

JOVENS AGRICULTORES – PROJETOS DE 1.ª INSTALAÇÃO

Imagem
Transcrevo o que está publicado no sítio da internet do PDR2020 com data de 2 de junho último (https://www.portugal2020.pt/Portal2020/pdr-2020-conclui-analise-de-candidaturas-ao-concurso-para-jovens-agricultores): “PDR 2020 conclui análise de candidaturas ao concurso para Jovens Agricultores02/06/2017




Os beneficiários com candidaturas submetidas ao 2º Período do 6º Concurso da Operação 321 «Investimento na Exploração Agrícola»/Jovens Agricultores do Programa de Desenvolvimento Rural do Continente PDR 2020, foram ontem notificados da decisão final sobre o seu pedido de apoio, tendo sido aprovados 139 projetos. Estes projetosrepresentam um apoio público de 35 milhões de euros, a que correspondem mais de 77 milhões de euros em investimento, conforme nota do gabinete do Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação. A nota acrescenta ainda que "estes projetos elevam para 2970 o número de jovens agricultores apoiados por esta medida, que beneficiou de um apoio público de 393 milhões …

Espaço Visual Dicas

No sítio na internet da Espaço Visual existe uma área denominada “Dicas” onde são desenvolvidas áreas da agricultura e do mundo rural (http://www.espaco-visual.pt/dicas). Recomendo aos leitores a visita e a reflexão sobre os temas expstos. O texto mais antigo é o seguinte: Empreendedorismo AgrícolaNúmero de atividades Uma exploração agrícola deve ter pelo menos duas atividades para minimizar o risco e no máximo três atividades, só no caso de empresas de grande dimensão este número pode ser ultrapassado, porque acima de três é muito difícil ser-se especialista, quase impossível dominar-se simultaneamente todos os pormenores de execução, gestão e mercado. Para quem tem pouca ou nenhuma experiência na agricultura e na sua gestão, deve começar com uma atividade e passados alguns anos, lançar-se na segunda, quando dominar o negócio inicial.
Dimensão de início do projeto e economia de escala As atividades agrícolas deve começar com a dimensão mínima adequada para quando atingirem o equilíbrio d…

Jovens agricultores

Os apoios às candidaturas de instalação de jovens agricultores deve ser uma prioridade politica deste e qualquer governo porque é um reforma estrutural profunda nas agriculturas de Portugal.

O número de empresários agrícolas com idades acima dos 50 anos é muito elevado, sendo preocupante nesta fase em que é preciso incorporar inovação, novas tecnologias, metodologias de gestão digitais, mais rigorosas, as quais tenham por objetivo a criação de rigor nos negócios, é preciso fazer da agricultura de precisão a principal forma de fazer agricultura em Portugal, é preciso haver no terreno um elevado número de players com perfil e competências para abraçar e dar resposta a estes desafios. Os jovens agricultores enquadram-se, embora de forma não exclusiva, neste segmento de empresários.

Estes desideratos não são panaceia, não são princípios de retórica, pelo contrário, faço questão de os comunicar e praticar de forma massiva, contribuir para a criação de massa crítica, criar uma nova dinâmica…

Será que me poderia aconselhar sobre uns 2 hectares na zona da Amareleja?

Boa tarde Sr. Engenheiro, Será que me poderia aconselhar sobre uns 2 hectares na zona da Amareleja,concelho de Moura. Esses dois hectares neste momento estão ocupados com vinha e oliveira. Será viável em termos de rentabilidade manter essas espécies, dado que o terreno tem boa qualidade, ou plantar outro tipo de espécies de rentabilidade imediata e quais as que me aconselha, pois possuo também um poço.
Os meus melhores cumprimentos

Comentários:
1. Os 2 hectares de terreno ocupados com a cultura da vinha e olival podem ser rentáveis se o rendimento obtido for superior aos custos reais e atribuídos.

2. Teoricamente o indicado em 1. pode rentável, no entanto, será pouco interessante porque o valor total gerado é muito baixo, podendo neste caso, não motivar o empresário porque é desproporcionada a relação entre os euros gerados e o trabalho que lhe obriga, assim como o respetivo risco do investimento.

3. Só visita ao terreno por parte de um técnico especialista pode determinar as cu…

Jovem Agricultor do Interior questiona: O que devo fazer para lançar o negócio da forragem hidropónica?

Boa tarde Eng.

Antes de mais quero parabenizá-lo pelo excelente trabalho desenvolvido.

O meu problema é o seguinte, no fim de algumas pesquisas deparei-me com a produção de forragem hidropónica, a qual me parece bastante interessante, o problema é o escoamento da mesma. 
No seu ponto de vista, qual ou quais as melhores formas de escoar o produto visto que, irei produzir na zona de Tondela onde tenho um terreno (lameiro) com 3250m2, um poço abundante e algumas oliveiras.

Cumprimentos,
Comentários: 1. Faça uma pesquisa de mercado visitando previamente ao investimento os potenciais clientes, elabore o respetivo relatório desta ação e analise-o:
a) Elabore um guião de entrevista com os pontos principais a levantar no contato com o potencial cliente; b) Nas visitas procure perceber se o que lhe estão a dizer e está a registar, está coerente e em linha com a análise corporal do interlocutor e com o seu feeling sobre o mesmo (há o risco de quem nos recebe dizer aquilo que queremos ouv…

Tópicos da Intervenção que fiz nas Conversas sobre Agricultura no Fórum da Agrogarante, Vila Real, dia 10 Novembro

Título: Tendências da região e do setor (Região = Trás os Montes; Setor = Agricultura e Agro industria)

1. Tendências na região de Trás os Montes 1.1. Vinha e vinho – dar valor acrescentado – cuidar dos pormenores da vinha e do vinho. Controlar custos de produção. Caminhar do preço do vinho no mercado para o o valor da garrafa do vinho à saída da adega e para o quilo da uva à porta da adega. Outro objetivo: mais vinhos para além do Barca Velha, que cheguem aos 100 pontos nas avaliações dos peritos internacionais de referência. Ligação da vinha e do vinho ao turismo. Cooperação entre produtores e agroindústria das várias regiões vitivinícolas para dar escala e baixar custos no acesso aos mercados internacionais. O vinho português é pouco conhecido pelos consumidores comuns nos países consumidores, pelo que é preciso uma estratégia de digitalização elaborada nos mercados de destino para dar a conhecer os vinhos de Portugal a esses potenciais consumidores.

1.2. Azeite: implementar o proces…

Cabras

Boas, eu queria fazer um projeto jovem agricultor, o projeto seria de 200 cabras. 
Pedia uma ajuda como fazer isso.
Obrigado
Comentários: 1. Um projeto de investimento com cabras é exigente em conhecimento e experiência prévia com este tipo de animais porque precisa salvaguardar previamente que gosta e está motivado para trabalhar nesta atividade 365 dias por ano, sábados, domingos, feriados, Natal e Ano Novo, os animais comem todos os dias e gostam de sair do curral e fazer pastoreio. Esta estratégia de adquirir competências serve também para garantir o mínimo de rentabilidade  e sustentabilidade à atividade e negócio.

2. Recomendo que faça um estágio formativo para ganhar experiência como empresário e chefe de exploração, para tal contate Benjamim Machado da Espaço Visual (923 344 183).

3. Para as 200 cabras deve garantir ter pelo menos 1 hectare de terra com forragens e pastagens para cada 10 a 15 cabras conforme a fertilidade dos terrenos.

4. Para poder esclarecer pormenores  sobre o seu…

Pistacho / Pistácio

Boa tarde, 
Gostaria de saber de locais onde adquirir árvores de pistacho/pistácio. é possível obter aqui alguma informação?

Comentários:
1. Este blogue tem informação sobre a cultura do pistach/pistácio. Faça a pesquisa no campo respetivo.
2. A Espaço Visual, empresa de consultoria agronómica da qual sou CEO está a trabalhar para promover a implantação de 3000 ha em 5 anos. A Espaço Visual irá promover sessões de divulgação da cultura, em Trás os Montes, Beiras e Alentejo,  ao longo dos próximos meses. Esteja atento ao website da Espaço Visual e a este blogue onde se fará o anúncio público destes eventos.
3. Sobre a cultura, compra de árvores, organização da produção, mercado, etc. marque uma consulta com Benjamim Machado da Espaço Visual (924 433 183).
4. A cultura do pistacho/pistácio é muito interessante porque tem margem bruta muito elevada (diferença entre o rendimento bruto (multiplicação da produtividade (produção em quilos de  pistacho/pistácio por hectare) pelo valor do quilo de p…

Mensagem que Motiva o Meu Trabalho em Prol do Desenvolvimento das Agriculturas de Portugal

Recebi este email ontem ao final de tarde após a minha intervenção nessa mesma tarde no Fórum de Garantia Mútua, Conversas sobre Agricultura, organizado pela AGROGARANTE, Entidade a quem agradeço publicamente pela oportunidade que me deram em expor as minhas ideias, experiência, know how, às mais de uma centena de pessoas presentes, sobre o tema "Tendências da Região e do setor" (Região=Trás os Montes e Setor=Agricultura  e Agro industria):

"Boa tarde Engenheiro Martino
Antes de mais obrigado pelo excelente trabalho desenvolvido em volta do setor primário. É de homens como o Sr. Engenheiro que o setor precisa.
Eu gostei muito de ver a sua palestra hoje no encontro promovido pela agrogarante.

Muito objetivo e concreto."

Comentários:
1. Custa-me muito como cidadão aceitar que Portugal não monte uma estratégia para em 10 anos  chegar a país desenvolvido (pelo menos duplicar o PIB per capita), que não exista massa crítica nos cidadãos, que estes não sejam exigentes c…

Jovens Agricultores do Interior sem qualquer tipo de apoio

Caríssimo Eng. José Martino,
Tenho seguido algum do seu trabalho, e constatado que é uma das poucas vozes que tentam fazer ouvir-se a favor da defesa da agricultura e dos agricultores em Portugal, coisa que não tenho visto fazer às organizações de agricultores que seria supostamente o trabalho deles.
Deixe-me contar-lhe a minha situação em jeito de desabafo.
Numa altura em que tanto se ouvem promessas de mudança no panorama rural, de reordenamento do território e desenvolvimento do interior, gostaria de lhe dar conhecimento do que se está a passar com os jovens que tentam revitalizar o interior completamente esquecido, e que só é lembrado em caso de catástrofes como as que aconteceram recentemente.
Somos dois jovens, naturais do concelho de Trancoso, distrito da Guarda, uma das zonas mais desfavorecidas e abandonadas de Portugal. Provavelmente por orgulho e teimosia, ganhámos coragem para “desmatar” terrenos que estavam ao abandono, desde que os nossos pais os deixaram d…

Feiras Castanha 2017

-2 a 5 de novembro- “Norcastanha”. Bragança -2 a 5 de novembro- "Feira da Castanha". São Pedro de Castelões, Vale de Cambra -3 a 5 de novembro- "Feira da Castanha". Trancoso -3 a 5 de novembro- “Castmonte 2017, Feira da castanha”. Carrazedo de Montenegro, Valpaços -3 a 5 de novembro- “Festa da Montanha”. Sambade, Alfândega da Fé. -9 de novembro- "Festa da Castanha". Casa de Pessoal do HSM, Guarda -9 a 12 de novembro- "Festim da Castanha". Grândola -10 e 11 de novembro- "Feira de São Martinho". Santa Marta de Penaguião -10 a 12 de novembro- “Feira do Magriço”. Penedono -10 a 12 de novembro- “Mercado da Castanha”. Vieira do Minho -10 a 12 de novembro- “Festa da Castanha”. Arcos de Valdevez -10 a 12 de novembro- “Festa da Castanha”. Vinhais -11 e 12 de novembro- "Feira da Castanha". Marvão -11 e 12 de novembro- “Mostra Gastronómica”. Vila Pouca de Aguiar -11 e 12 de novembro- "Festa da Castanha". Famalicão da Serra, G…

Como vê temos algumas ideias e vontade, mas muitas incertezas e medos

Boa tarde Eng.º José. Tenho 46 anos e vivo numa aldeia do distrito de Bragança e concelho de Miranda do Douro, por condicionantes da vida, fiquei desempregado e tenho tido algumas dificuldades em arranjar trabalho estável, mas isso não vem aqui para o caso. Acontece que tenho alguns terrenos, pertencentes aos meus pais aqui na terra e tenho falado muito com outro amigo, que tem 31 anos, nas mesmas condições e que também tem alguns terrenos.  Agora, para juntar a isto surgiu a oportunidade de adquirir uns terrenos de uma tia com sobreiros, muito monte, mas boas árvores (aproximadamente 100 sobreiros e muita sobreira), que junta a uma parcela já da minha propriedade. Ficariamos com aproximadamente 3,5 ha de sobreiros, divididos em 3 parcelas (2,5+0,7+0,3).
Assim, para explorar teriamos, além dos já referidos sobreiros: Na totalidade estarei a falar de 8 a 10 ha, divididos por 22 a 25 parcelas, aproximadamente. A maior delas todas terá aproximadamente 1,5 ha e a grande mai…

AGROGARANTE - FÓRUNS GARANTIA MÚTUA

CONVERSAS DE AGRICULTURA

10 de novembro de 2017
Vila Real
Auditório NERVIR
14h30 Receção e Acreditação
15h00 Sessão de Abertura
Carlos Oliveira – Administrador da Agrogarante
Adelino Bernardo – Diretor Regional Adjunto da Agricultura e Pescas do Norte
15h10 Vídeo Institucional
15h15 Apresentação da Agrogarante – Instrumentos Financeiros para o Setor Primário
 Artur Mendes – Diretor Comercial da Agrogarante
15h30 O PDR 2020 – Apoios ao Investimento
Maria Adelaide Inácio – Diretora de Serviços de Investimento na DRAP Norte
16h00 Tendências na Região e no Setor
José Martino – Diretor Geral da Espaço Visual
16h15 Competitividade e Crescimento no Setor Produtivo
Alberto Fernandes – Sócio-Gerente da Bísaro - Salsicharia Tradicional, Lda.
António Augusto – Sócio-Gerente da Mallus - Sociedade Agrícola, Lda.
Francesco Marchese – Sócio-Gerente da Monsurgel, Lda.
Mourão Vieira – Presidente do Conselho Fiscal da Cooperativa de Olivicultores de Valpaços
 Nuno Borges – Diretor de Ma…

Ajudas financeiras públicas para implantar olival

Olá bom dia, 
Gostaria de colocar uma questão e assim solicitar a vossa ajuda/opinião em relação ao que devo fazer no seguinte: Tenho um terreno com 2000m2 e gostaria de fazer uma plantação de oliveiras. Sou muito nova nisto e não sei onde procurar ajuda para fazer o projecto e financiamento do Estado. Penso que o Estado ajuda nestas situações mas não sei como chegar até lá. Agradecia que me ajudasse uma vez que um olival é o melhor para o terreno porque fica junto às habitações e no meu futuro e dos filhos. Moro no concelho de Ourém distrito de Santarém. Obrigado
Comentários: 1. Para dar resposta ao solicitado marque uma consulta com o Arq. Benjamim Machado da Espaço Visual (924 433 183)

Preciso do seu conselho!

Olá Eng. José Martino,
Neste momento estou sem trabalho e sou ex recibos verdes, logo não tenho grandes ajudas financeiras. Tenho dois terrenos muito diferentes. 
- Um está numa zona árida, com uma barreira de azinheiras e carrascos que protegem o vento predominante NW e N. Tenho pensado em várias opções, e pareceu me a cultura de physalis a mais interessante, terei de comprar agua, colocar em deposito e fazer sistema gota a gota. Numa área de 10X70 é possível colocar 650 plantas? Será rentável? Se 650 plantas produzirem 2,5Kg/ano terei 1.625Kg de Physalis se vender por 5euros obtenho 8.125euros/ano. A agricultura não é a minha área, preciso do seu conselho... Vale mais ficar quieta? 
- Outro terreno é um vale, na linha de água tenho 3 poços com água o ano inteiro, o terreno é alagado de inverno. Estava a pensar numa estufa de cogumelos, teria de fazer valas p drenagem. Estas valas em quadrado (circundando a estufa), numa área de 22X30. Valerá a pena??? A segunda opção po…

Duvida - Exploração afectada pelos Incêndios

Boa tarde Eng. José,
Venho pelo presente solicitar a sua ajuda, isto porque tenho um jovem pomar de pereiras, mas no passado dia 15 de outubro de 2017, o mesmo foi afectado por um incendio, onde tive aproximadamente 30% do pomar afectado. Como o pomar foi implementado com ajudas comunitárias (PRODER), agora surgem as grandes duvidas, os danos causados são aproximadamente de 14.000€, segundo o IFAP vão criar uma linha para financiar até 5000€ a 100% e os restantes a 50%, nesta fase não possuo capitais próprios para suportar estes custos, então ando a equacionar rescindir, se possível, o contrato com o IFAP, neste tipo de situações terei de devolver alguns valores? Nomeadamente os 30.000€ do prémio á instalação? Caso não opte pela rescisão, com o pomar afectado em 30% serei penalizado por incumprimento do PE?
O meu Obrigado pela partilha de conhecimentos,
Comentários: 1. Deve pedir à Entidade Consultora que lhe elaborou a candidatura que lhe indique o montante previsível que t…