O autor deste blogue reserva-se o direito de publicar e responder aos e-mails e comentários que lhe são enviados (critérios: disponibilidade de tempo e interesse para os leitores). Os e-mails e comentários a merecer resposta devem obedecer à seguinte condição: o seu autor deve estar devidamente identificado com endereço e-mail e número de telemóvel.


terça-feira, 3 de abril de 2012

Polémica sobre a fileira do kiwi

O leitor Nuno Aleixo colocou os seguintes comentários sobre o Seminário "O sucesso do kiwi e o futuro":

"Sobre esta apresentação tenho a colocar as seguintes observações:
1) Nada em concreto se falou sobre o período 2014-2020. Tendo em conta que os critérios que serviram de base para o plano estratégico 2007-2013, nomeadamente a lei de oferta e procura, sabendo que a oferta excede a procura nacional, e que os entrepostos estão no limite da sua capacidade de armazenamento, se poderá concluir que nos próximos 2/3 anos iremos constatar aumento da dificuldade de escoamento dos kiwis e a pressão dos preços pelo lado da oferta(diminuição do preço)?
2) Gostei particularmente da apresentação da Sonae na vertente comercial que apelava à diversificação;
3) alguma indignação minha pela pouca abertura da associação e dos produtores à diversificação dos produtos, nomeadamente à vertente produção biológica;
4) pouco rigor nos estudos da associação que nem com a chamada de atenção da representante da Jerónimo Martins se dignou a reconhecer que enviesou a amostra do estudo apresentado (amostras mal dimensionadas estatisticamente)!
Atentamente,
Nuno Aleixo"

Comentários:
1 - O que se falou de concreto sobre o período de 2014-2020 é o que possivel saber-se nesta altura com base no trabalho realizado: há centenas de hetares de kiwis plantados nos últimos 3 anos que terão forte influencia neste período; há modernização e ampliação de entrepostos; há extensão do período temporal de oferta; há novas variedades; etc. etc..Para existir mais conhecimento terá de ser feito um trabalho árduo e profundo de recolha e tratamento da informação que deverá ser realizado até final de 2013.
Partindo do pressuposto que enunciou, os preços já deveriam ter descido desde 2007 (desde 2007 há mais produção nacional que mercado interno para essa produção) e tal não aconteceu, bem como há gurus da fileira do kiwi que dizem desde o ano 2001 que se espera  uma crise de queda de preços e esta catástrofe ainda não caiu sobre os kiwicultores. Em síntese, qual o efeito do frio polar sobre os pomares em Itália, qual o efeito sobre a oferta de kiwis deste país e que mudanças na oferta ao longo dos próximos anos? Qual o efeito que a PSA irá fazer sobre a oferta internacional dos concorrentes dos kiwis de Portugal? Quem conseguir responder corretamente a estas questões terá sabedoria para responder à questão que colocou.
2 - P. f. transforme a sua "alguma indignição" em ação! P. F. dê-nos uma lição: faça igual ou melhor! Precisamos de massa crítica: qual a diversificação que preconiza? O que devem fazer os kiwicultores? Qual a estratégia que devem implementar para chegar aos objetivos que defende?
3 - Não concordo com as suas conclusões sobre o estudo de mercado: pediu e leu o documento? (se o fez apresento antecipadamente a minha "mea culpa").
Controlaram-se lotes que tinham muito mais de 10% dos frutos em número e peso que não pertenciam à categoria II e portanto, não cumprem as regras legais da normalização dos kiwis.  

Sem comentários: