Resposta a dúvidas

Paulo Sousa disse...
Boa tarde Sr. Eng. Desde já, os meus parabéns pelo seu blog que é, com certeza, um serviço que presta gratuitamente à população em geral.
A minha questão é a seguinte: Depois de ler alguns dos seus comentários, concluo (penso) que a cultura de cogumelos Shiitake poderá estar em risco para o produtor, uma vez que se começa a notar algum excesso de produto no mercado.
Porém, a minha ideia seria: com mais dois colegas iniciar a produção de cogumelos em troncos de madeira na zona de Vila do Conde. Iremos estudar as hipóteses, mas neste momento, temos a possibilidade de arrendar um terreno que possui água e electricidade. Claro, que iremos tentar a candidatura a um projeto PRODER. Porém, para esta zona litoral, recomenda uma outra cultura em que se possa apostar? Este negócio será para part-time, inicialmente, mas quem sabe no futuro, apostar neste setor como atividade principal. Desde já agradeço a atenção e a sua disponibilidade.

Comentário:
As culturas a apostar têm de estar em linha com a comercialização que conseguir assegurar e com a sua vocação e perfil, mas sugiro-lhe a horticultura, a floricultura e os pequenos frutos.

Paulo Fernandes disse...
Vivo no conselho de Águeda. Boa tarde sr. Eng. Desde já quero felicítá-lo pelo excelente trabalho que o sr. faz, dando apoio a tanta gente que esta com duvidas. Eu já algum tempo, que vou lendo aqui os seus conselhos a tantas duvidas colocadas por imensas pessoas que estão a tentar ser agricultores. Agora vou também expor algumas dúvidas, espero que me possa ajudar.1- Eu queria concorrer a um projecto com apoio da PRODER. neste momento tenho varias parcelas de terreno. duas que estão juntas, são dois terrenos que fazem um L, estes tem aproximadamente 6000m. Tenho mais 3 com 1200m cada um.isto medidas aproximadas, estes 3 terrenos já estão distantes uns dos outros. 2- Estas áreas serão suficientes para concorrer a um projecto PRODER? 2- Ando farto de pesquisar, pensar, no que podia produzir. Pois esta é a minha grande duvida.

Comentário:
Era menos complexo se fosse 1 ha em apenas 2 parcelas. Projectos abaixo de 1 ha em terrenos fraccionados exigem uma eficaz avaliação para verificar da sua rentabilidade em termos dos investimentos necessários. Sugiro-lhe a procura de terrenos. Quanto às culturas a explorar, tem de ter em conta a aptidão dos solos, mas apostava no mirtilo.

João Ramos disse...
Boa noite, Antes de mais, gostaria de felicita-lo pelo excelente trabalho que tem efectuado e que tenho vindo acompanhar através da leitura do seu blog e pelo tempo que tem disponibilizado para responder aos leitores. Tenho 28 anos e estou a ponderar investir numa plantação de mirtilos em Viseu, onde possuo um terreno com 7000 m2, gostaria de saber que tipo de apoios/subsídios agrícolas teria possibilidade de obter para este investimento. Muito obrigado!

Comentário:
Os apoios a que se deve candidatar têm a ver com o projecto de instalação de jovem agricultor (pequeno investimento). A análise do seu caso obriga a uma avaliação em concreto para aferir do investimento vs. rentabilidade. Sugiro-lhe que envie email para dep.comercial@espaco-visual.pt ou através do 224509047

Bruno Braga disse...
Boa noite, gostaria de saber se só se tem direito ao reembolso do iva se for empresa. Caso seja em nome individual também se tem direito? Obrigado em Financiamento do IVA de investimentos na agricultura.

Comentário:
Tem de estar inscrito nas Finanças no regime de IVA em que tal seja possível.

Carlos Oliveira disse...
Boa tarde, Em primeiro lugar, felicitá-lo pelos seus esclarecimentos, tanto no seu blog, como na sessão de Évora que tive o prazer de assistir. A minha questão relaciona com a compra/aquisição de terra agrícola para exploração. Que valores médios se praticam por ha no Alentejo, que programas de incentivo à compra existem e o PDR elege despesas desta natureza? Obrigado e bem haja. Cumprimentos, 

Comentário:
Sugiro-lhe que contacte o responsável da Espaço Visual em Beja, Benjamim Machado (924433183 ou benjamim.machado@espaco-visual.pt)

Celeste Ferreira disse...
O meu nome é Celeste. Pretendo seguir com um projeto ProDer para o maracujá, mas pretendo saber valores de mercado/produtor em Portugal(média), que não encontro e ainda qual o valor que é financiado peloProDer para jovem agricultor. Obrigada. 

Comentário:
Apoios: 50% para regiões favorecidas; 60% para regiões desfavorecidas. Pode procurar no Google a listagem das zonas que são consideradas favorecidas e desfavorecidas, para efeitos de apoios do ProDer.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Rentabilidade da Cultura da Vinha e Economias de Escala

Ajudas ao investimento nos castanheiros