Começou a saga dos Pedidos de pagamento no ProDeR Investimento!

Nos passados dias 2 e 3 de Setembro de 2009, frequentei acções de formação sobre Pedidos de Pagamento promovidos, respectivamente pelas Direcções Regionais de Agricultura e Pescas do Norte e Centro.A formação foi dada por dois técnicos do IFAP.

Tenho a registar que o inicio da acção estava marcada para as 10 horas e começou respectivamente, às 10h30 e 10h40. Problemas técnicos relativos a informática e ligação à base de dados do IFAP foram responsáveis pelo atraso. A utilização do simulador na base de dados no IFAP só foi conseguida pelas 14h30, no 1.º dia e pelas 12h00, no 2.º dia.

Foi claro para os presentes que o Programa ainda está em construção e testes: não consegue registar notas de crédito e débito, falta-lhe o módulo de alterações aos investimentos (tenho candidaturas que logo que os proponentes recebam os contratos podem apresentar o pedido de pagamento final, mas necessitam de fazer alterações aos investimentos), etc.

Para que a formação fosse eficaz faltaram técnicos do ProDeR para esclarecer os aspectos relativos às elegibilidades dos investimentos, às alterações aos pedidos de pagamento, etc.
Porque não estiveram presentes os técnicos do ProDeR? (continua a "Proconfusão - quando terminará? Quando encarrilará o ProDeR?).


Com todo este Estado da Arte quanto a Pedidos de Pagamento, tenho uma enorme curiosidade em saber o montante que foi pago pelo Ministério da Agricultura, relativo às Acções 111 (apoios ao investimento na agricultura e agro-indústria) e 113 (apoios à instalação de Jovens Agricultores) até 31 de Agosto de 2009.
Tenho a certeza que estes números nunca serão conhecidos antes das eleições!

Comentários

Anónimo disse…
.
1 - A minha independência é ABSOLUTA, não sou politico, nem ( espero que por enquanto ) agricultor, nem faço Projectos para agricultores ...

2 - Se a reestruturação do Ministério era assim tão facil e trivial, então porque é que nenhum Ministro a conseguiu fazer antes ... ???
Já parece o BE e o PCP a falarem, acham que ser Patrão é a coisa mais facil e trivial do Mundo, mas nenhum deles se atreve a criar uma unica Empresa ...

3 - Qaul o seu conceito de linguagem "pouco civilizada"? A utilização do termo "merda", ou dizer que os funcionários devem trabalhar melhor?

4 - Se há aqui alguém a ficar nervoso é o Sr Engenheiro ...
É que ainda nem sequer respondeu ao cerne da questão: O numero de funcionários por agricultores, é ou não é superior à média da UE?
Ou tem medo de dizer alguma coisa que não agrade aos agricultores e eles deixem de lhe encomendar Projectos?
Ia fazer-lhe outra pergunta, mas é melhor ficar-me por aqui ...

5 - Essa estória das denuncias é outro chão que já deu uvas ...
Quando era chavalo fumei algumas ganzas, tomei ( algum puco ) LSD, e até dei 2 ou 3 riscos de Coca. Há umas semanas atrás, nos festejos populares da minha Santa Terrinha, voltei a fumar ganzas e tomei meio papel de LSD.
Sei-o bem por experiência própria, arranjar drogas é ainda mais fácil do que bater num ceguinho, e muito mais fácil do que criticar o Ministro.
Curiosamente, no entanto, não tenho provas para poder denunciar ninguém!
A corrupção é um problema nacional ... curiosamente, no entanto, não tenho provas para poder denunciar ninguém!
E podia escrever uma Enciclopédia ...

6 - Se o prémio de instalação de Jovem Agricultor pode ser utilizado para qualquer fim, então pode-se com ele comprar um Jipe.
Se eu tiver um Projecto de Investimento para comprar uma ceifeira e comprar um Jipe ... então é um caso de policia!

7 - Querer meter estas duas situações no mesmo saco, é ... digamos que ... eufemisticamente ... e dando-lhe o benificio da duvida ... FALTA DE SERIEDADE PROVOCADA PELO NERVOSISMO!
Se fosse um gajo da CAP a dizer o mesmo eu chamava-lhe batoteiro!

8 - Já leu o comentário do seu "amigo" Subversivo?
Consegue sentir o cheiro da sabotagem?
NÃO?
Talvez um risco de Coca para ajudar a apurar o faro ... ?!?

Alexandre
.
RN disse…
Tenho estado atento, embora não tenha intervido, no "debate" que se tem desenrolado neste fórum.

A propósito de algumas afirmações aqui proferidas, venho por este meio chamar a atenção para o artigo publicado no AGROPORTAL, pelo Prof. Francisco Avillez, intitulado "Pior era Impossível".

Até breve.

Mensagens populares deste blogue

Rentabilidade da Cultura da Vinha e Economias de Escala

Ajudas ao investimento nos castanheiros