Castanheiros

Bom dia Engº Martino,

Descobri recentemente o seu blogue e devo dizer que é dos endereços mais informativos que conheço. Parabéns e obrigado.

Sabemos que provavelmente mais tarde teremos que pedir ajuda especializada para concretizar o nosso projecto mas pensei pedir-lhe umas opiniões ainda numa fase de desenho bastante precoce, para encontrarmos o Norte, no projecto que eu e o meu irmão gostariamos de lançar. 
Essencialmente tinhamos a ideia de adquirir terreno, pensava uns 5-6h, para plantar castanheiros, essencialmente híbridos precoces, mas com alguns tipos mais tardios que permitissem manter uma vertente de venda directa em fresco na zona norte litoral. Pensavamos intercalar estes com algumas árvores de outras espécies (fruteiras, nogueiras, e talvez outras) como medida preventiva contra incêndios e para garantir um certo nível de biodiversidade natural favorável a uma exploração em modo biológico.

Creio que conseguiriamos €50-60mil de capital próprio, ao qual se juntariam eventuais subsídios (temos ambos menos de 40 por exemplo), e algum crédito bancário se for necessário e estiver disponível.

Reparei que em posts passados referia 10h como referência para o castanheiro ser rentável.
Mas como pensávamos combinar esta cultura com outras, talvez o terreno mais pequeno fosse suficiente. Estamos enganados?

Aqui se chega logo também à segunda pergunta. Que cultivar para além dos castanheiros? Eu tenho pensado em começar por comprar castanheiros micorrizados e além disso produzir diferentes tipos de outros cogumelos no espaço livre entre as àrvores. Usaria para isso metade do terreno e ocuparia a outra metade com aromáticas e medicinais (temos algum conhecimento destas do pequeno terreno que temos, se bem que não da sua produção em escala comercial). 
O meu irmão tenderia mais para hortícolas e alguns espaço com pequenas arvores de fruto e frutos do bosque que eventualmente poderiam ser retirados ou transplantados alhures quando os castanheiros atingissem a sua maturidade. Teria uma opinião do que seria mais viável em termos de fluxo de caixa e rentabilidade global?

Outra questão teria a ver com a localização. Nós somos de Braga, mas receamos, sem saber com certeza, que os preços de terreno sejam demasiado elevados naquela zona. Valeria a pena procurar mais para o interior (zona das Terras de Basto ou direcção Póvoa de Lanhoso/Chaves) ou para Norte (Paredes de Coura por exemplo)? Ou os terrenos agrícolas não variarão tanto de preço que justifique as deslocações adicionais e o tempo perdido entre casa e a exploração?

E uma última questão, se me permite. Como ambos trabalhamos neste momento, e não esperamos um rendimento suficiente da exploração durante alguns anos, queríamos perguntar se na sua experiência seria demasiado optimista pensar que se conseguiria implantar um projecto agrícola sem ter que abandonar os actuais empregos desde o início? Ou será inviável?

Com os meus cumprimentos e desejos de sucesso continuado,
Sérgio Nogueira


Recomendo que façam uma exploração que tenha pelo menos 10 hectares de castanheiros em cultura estreme, sem colocar outras culturas nas entrelinhas, sob pena de não tratarem bem nem os castanheiros, nem as atividades alternativas. Creio que deverão ter na Vossa exploração pelo menos mais uma ou duas atividades, com o objetivo de diversificar o risco. Estas devem ser escolhidas em função do Vosso perfil e das ligações comerciais que consigam obter previamente ao investimento.
Escolham bem os terrenos: bem drenados, com frio de Inverno (voltados a norte) e sem excesso de calor no Verão (a melhor forma de o aferir é pedir uma opinião técnica a um especialista – a Espaço Visual presta esse serviço).
Recomendo que o façam com sistema de rega de microaspersão e compasso de 5 x 5 m.
Na minha perspetiva deveriam optar por terrenos em Chaves/vila Pouca de Aguiar relativamente ao Minho porque há regiões em Trás-os-Montes que têm melhores condições para a cultura do castanheiro que qualquer região do litoral. 
Podem e devem desenvolver a Vossa exploração agrícola sem deixar os Vossos empregos dado que o castanheiro e a fruticultura são atividades compativeis com trabalho ao fim de semana.
 


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Rentabilidade da Cultura da Vinha e Economias de Escala

Ajudas ao investimento nos castanheiros