Cogumelos "Shitake"

Marta Vasconcelos disse:

"Boa tarde Sr. Engº, Desde já muitos parabéns pelo seu blog e muito obrigada por todos os esclarecimentos e conhecimentos transmitidos. Tenho um terreno em Vila Pouca de Aguiar com quase 5 hectares e gostava muito de o rentabilizar. Já pensei em várias culturas, sendo que me entusiasmou a cultura de cogumelos Shitake em tronco. Faço parte de um nova "associação" que pretende juntar as culturas dos vários produtores e assim ter maior expressão para os vender, facto esse que me motivou mais para esta cultura. Neste caso estava a pensar utilizar cerca de 1 hectare do terreno. Gostaria de saber a sua opinão quanto à rentabilidade desta cultura e se conhece quem os possa comprar? e tem alguma sugestão para o resto do terreno? Acha de devo esperar até sair o novo quadro comunitário para submeter o projecto a apreciação? Desde já muito obrigada"

Comentários:
1- Que elementos concretos e objetivos a levaram a entusiasmar-se pela cultura dos cogumelos "shitake"? Estive na Alemanha neste mês de Fevereiro e obtive a informação de que já existe excesso de produção deste cogumelo e que provavelmente o seu preço de venda irá descer para metade do valor atual dentro de pouco tempo.

2 - Quem se responsabilizar pela comercialização deve fazer o levantamento do potencial de mercado e dar-lhe a informação rigorosa sobre a sua valorização.

3 - A comercialização deve ser assegurada por pessoas e entidades com perfil e vocação comercial para fazerem um trabalho sério e rigoroso. Não conheço entidades vocacionadas para a valorização comercial do tipo de cogumelos que pretende produzir.

4 - Acho que deve investigar outros tipos de cogumelos que se podem produzir em Portugal e que têm mercado assegurado na europa.

5- Para o montante de investimento que pretende, creio que será inferior aos 150 000 euros, deve apresentar quanto antes o seu projeto porque captará maior apoio no ProDeR que no PDR 2014-2020  

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Rentabilidade da Cultura da Vinha e Economias de Escala

Ajudas ao investimento nos castanheiros