sexta-feira, 20 de maio de 2011

Ajudas aos Jovens Agricultores: Esclarecimento de Dúvidas.

Colocaram-me neste blogue as seguintes dúvidas:

Anónimo disse...
Eu estou com algumas ideias em fazer um projecto, de jovem agricultor, ja que me seria passado um P1 com uma Área de 13ha, mas estou com algumas duvidas, pois não queria criar nenhum buraco financeiro, mas sim poder ter alguns ganhos.
Mas se me puder tirar algumas duvidas ficaria muito agradecido.
1ª duvida- o prémio inicial, já não e de 40000€ ?
2ª esse prémio, é reembolsado, todo de uma só vez?
3ª continua a existir o apoio, para aquisição de alfaias agrícolas, como nas anteriores, mas também para a construção de armazém?
E se existe, quanto tempo levaria a ser reembolsado?
com os melhores cumprimentos,
se me puder tirar estas duvidas, ficaria agradecido.

Aqui seguem os comentários e as respostas:
a)Para não criar buraco financeiro tem que ser capaz de produzir os tipos de produtos que o mercado quer trocar por euros, estando alinhado com uma agro-indústria para fazer a sua comercialização. Para "ter alguns ganhos" tem que investir com racionalidade e ser capaz de produzir com custos competitivos em linha com o mercado.

b)As ajudas do ProDeR para os Jovens Agricultores são "coadjuvações", "apoios", etc.,pelo que não podem ser consideradas as soluções únicas responsáveis pela rentabilidade do investimento. Quem assim pensa e actua, que sem ajudas não tem rentabilidade, está errado e vai falhar.

1.ª O prémio inicial pode atingir os 30 000 euros se o investimento for de 75 000 euros. Sem investimento não há prémio! O prémio pode atingir os 40 000 euros se for realizado um investimento de 100 000 euros através de uma sociedade com pelo menos dois jovens agricultores com condições de se instalarem, com pelo menos 25% de capital cada um e os dois representarem a maioria do capital.

2.ª O prémio é pago de uma só vez após a contratação da candidatura e apresentação do respectivo pedido de pagamento. O investimento pode ser realizado posteriormente.

3.ª Todos os investimentos agrícolas que eram elegiveis no passado, continuam a sê-lo. A diferença é que a análise económica agora é feita no ano de vida útil de acordo com o tipo de investimentos e não ao quinto ao ano (podem ser apresentados investimentos só com plantações que este tipo de projectos são elegiveis).
Por outro lado a actividade desenvolvida pela exploração, sobre a qual não incida o investimento não irá contar para efeito da sua rentabilidade.Por exemplo, se apresentar um projecto só com o investimento num armazém, este não será elegivel porque só gera custos, mas se o apresentar, por exemplo, junto com investimentos que incrementem a actividade produtiva e esta gerar rentbilidade para cobrir as amortizações do armazém, este já será elegivel

4.ª Os invesimentos demoram entre 90 a 150 dias a serem reembolsados

Estão esclarecidas as dúvidas?

9 comentários:

Anónimo disse...

O meu projecto a ser realizado, seria de animais de raça autotenas (raça barrosã, pois eu sou da região do barroso.
O meu investimento seria aproximadamente de 65000€, para construção de armazém,e aquisição de algumas alfaias e de animais.
Agradeceria a sua opinião quanto a meu projecto, e se este seria um bom projecto, para ser ter alguns lucros
com os melhores cumprimentos

José Martino disse...

Para esclarecer melhor as dúvidas que tem sobre o seu projecto deve contactar a Eng. Dina Fernandes da Espaço Visual através do telemóvel 916 948 915. A consulta é grátis.

Belusca disse...

Mais uma pessoa cheia de dúvidas..

Tenho pensado em produzir algo que não vejo divulgado em fruticultores aqui em Portugal, mas que era rentável na produção artesanal praticada pelos m/ pais no terreno q temos disponível, agora abandonado.

Não se trata de um fruto com rentabilidade interessante? Não é facilmente comercializado?

E... já agora mais 2 dúvidas:
-o investimento de 75000 euros pode ser distribuído pelos 5 anos?

-pode produzir-se, colher e vender diretamente numa loja na exploração? Se não, que formalidades há a seguir no caso do maracujá?

José Martino disse...

O investimento tem que ser realizado ate dois anos após a assinatura do contrato.

Pode fazer vendas a porta da exploracao, mas na minha opinião, deve privilegiar as vendas a um entreposto de comercialização e vender directamente a maior fracção da producao que consiga realizar.

Para esclarecer as suas duvidas concretas pode contactar a minha colaboradora, eng. Dina Fernandes (Dina.fernnades@espaco-visual.Pt. 916 948 915). Temos o maior gosto em esclarecer duvidas e ajudar na instalação com sucesso de jovens agricultores

carlos silva disse...

boa tarde
eu tou com algumas duvidas de como fazer o meu projeto de jovem agricultor. se me pudesse ajudar agradecia

Anónimo disse...

Posso fazer uma instalação recorrendo apenas à utilização de terrenos baldios e de autorização de construção de curral/aprisco para cabras? Ou seja sem deter a propriedade dos terrenos mas apenas autorização do Conselho directivo de baldios da freguesia para a utilização dos terrenos?

Anónimo disse...

boa tarde...eu sou filho de agricultor e o meu pai tem alguma terra..eu gostaria de dar seguimento ao que ele tem construido e dedicado a sua via, sou be de casas que pais passavam exploração a filhos e ficavam a receber ao hec, gostaria que me podesse exclarecer quando a esse ponto...(to_ze_9@hotmail.com)
obrigado e boa tarde

Anónimo disse...

Boa tarde.
Os meus pais são criadores de raça barrosã, e fazem cultura de milho, batata e centeio.
Há já algum tempo que penso em dar seguimento a estes trabalhos.
Eu poderia meter um projeto de jovem agricultor explorando as terras e os animais deles?

Obrigada

Anónimo disse...

Boa Tarde Engº

Principio por remeter os meus agradecimentos pelo excelente serviço que presta à sociedade e mais especificamente ao setor...
Peço desculpa pelo incomodo, mas precisava que me ajudasse a entender devidamente os documentos necessários à candidatura, assim, no site do Proder nao fica explicito se deve submeter-se a certidão de teor matricial (finanças) ou da conservatória de registo predial... Sendo vital tomar conhecimento, pois preciso fazer a atualização...
Muito Obrigado