Olivicultura

Vitor M. Pereira disse:
"Boa tarde,

Exmo. Sr. José Martino,

Cá estou mais uma vez, e nunca é demais felicitar este serviço público, o qual visualizo semanalmente.

Tendo em linha de conta os meus post já colocas, refiro-me à agricultura em Trás-os-Montes.
De facto tem razão e que é necessária uma linha de crédito bonificada e menos rígida para se poder obter o sucesso, pois as condições por vezes não favorecem.
Mas passo a passo lá se vai caminhando devagar…

A questão que lhe quero colocar na qual já tenho “mais ou menos” o projecto idealizado (embora ainda não fiz o devido estudo no terreno), é sobre a variedade da Oliveira Cobrançosa (produção em modo biológico). Estou neste momento a pensar em avançar na compra de um terreno com cerca 8 ha, em que grande parte do mesmo já se encontra instalado com oliveiras da variedade Cobrançosa (cerca de 2000).
Pelo que já verifiquei este tipo de variedade produz um azeite de elevada qualidade.

Gosta de saber a opinião do Sr. Engº relativamente a esta variedade/cultura, e se existe com o terreno disponível e bem aproveitado e a possível qualidade a exportação da matéria-prima?

Uma vez que não possuo o terreno em causa não me posso candidatar ao PRODER, pelo que tirei que fazer um estudo bem elaborado entre as despesas/receitas e escoamento da matéria-prima para ter a tesouraria sempre equilibrada.

Agradecia desde já um comentário do Sr. Engº relativamente à ideia apresentada.

Desde já grato pela atenção dispensada.

Cumprimentos"


Comentários:
1 - Agradeço as felicitações sobre o blog que penso serem merecidas porque parece-me que este blog tem conteúdos únicos que vão de encontro aos interesses e dúvidas dos leitores.

2 - Na minha opinião, considero um excelente negócio a produção de azeitonas e de azeite de alta qualidade proveniente de variedades regionais portuguesas, junto com boa estratégia comercial e de marketing, com aposta na exportação em países/mercados de valor acrescentado.

3 - Recomendo que faça um plano de negócios que lhe determine a dimensão da exploração olívicola necessária para rentabilizar o investimento agrícola, agroindustrial (lagar) e comercial, bem como o respetivo estudo de mercado.

4 - Uma vez que não possui o terreno, para se candidatar ao ProDeR, necessita de um titulo válido de exploração: contrato de cedência gratuita (comodato) ou contrato de arrendamento.

5 - Avance, não perca a oportunidade através da sua iniciativa de ajudar a agricultura de Trás os Montes

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Rentabilidade da Cultura da Vinha e Economias de Escala

Ajudas ao investimento nos castanheiros