Importância da Poda

A poda não se cinge apenas a cortar ramos


Poda, enxertia e condução de Pomóideas:
Raúl Rodrigues é licenciado em Engenharia Agrícola, mestre em Horticultura, Fruticultura e Viticultura e doutorado em Ciências Agrárias/Entomologia Agrícola, pela UTAD. É professor adjunto na ESA/IPVC, onde desenvolve atividades de investigação nas áreas da limitação natural de pragas em fruticultura e viticultura e da caracterização e preservação de variedades regionais de fruteiras. É autor e coautor de cerca 80 artigos publicados em revistas nacionais e internacionais, de 18 livros ligados à temática da agricultura sustentável. É orador convidado e como membro de comissões científicas em diversos congressos nacionais e internacionais. É, ainda, responsável pela coleção de variedades regionais de macieiras e pereiras da ESA/IPVC e membro da Comissão de Curso de Mestrado em Agricultura Biológica da ESA/IPVC.


Palavras chaves: Maior produtividade; Controlo da produção; Melhoria do estado fitossanitário; Qualidade dos frutos 

Há milhares de anos que contamos com a poda como uma prática que nos ajuda a obter frutos em grande quantidade, mas também com boa qualidade. As árvores têm uma incrível capacidade de renovar e transformar os seus tecidos através dos seus gomos que podem dar origem a folhas, ramos e frutos. Realizando cortes nos sítios certos e nas alturas certas, fomos percebendo que conseguimos manipular o comportamento da árvore. Mas atenção! A poda não se cinge apenas a cortar ramos. Também passa por, entre outras práticas, inclinar ramos, realizar incisões, mondar flores ou frutos, cortar raízes. Todas vão ajudar-nos a chegar ao nosso objetivo. Por detrás das respostas da árvore ao aplicar estas técnicas estão mecanismos próprios da árvore descobertos graças a vários anos de investigação, que como fruticultores devemos compreendê-las para tirar o maior proveito delas. Assim, todo o conhecimento passado não só pelos nossos avós, mas também pelos melhores investigadores e fruticultores dos dias de hoje, resultou em pomares extremamente produtivos, com fruta da mais linda, doce e saborosa que alguma vez tivemos o prazer de comer.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Rentabilidade da Cultura da Vinha e Economias de Escala

Ajudas ao investimento nos castanheiros